segunda-feira, outubro 18, 2010

SAPO CADA VEZ MELHOR

> Só vai ser inaugurado hoje, segunda-feira, mas a verdade é que o Labs Sapo/UP já funciona há um ano e até já tem obra feita e pronta a usar. Entre os projectos a revelar encontra-se um motor de pesquisa baseado na língua portuguesa que promete arrasar todos os outros.
Mais do que um plano de intenções, a parceria entre a Universidade do Porto e o Sapo, o maior portal nacional de Internet, é já uma realidade. Para atestá-la, além da inauguração oficial do laboratório Labs Sapo/UP na Faculdade de Engenharia do Porto, estão os projectos de investigação já concluídos pela parceria e que hoje de manhã serão apresentados por aquelas duas instituições.
Entre estes projectos relacionados com o futuro das aplicações Web (nomeadamente na área da pesquisa) num ambiente multi-plataforma destaca-se um motor de pesquisa com base na língua portuguesa que promete ser um dos mais inovadores do mundo. Ao final da manhã, esse motor deverá estar em funcionamento no portal do Sapo.
O Labs Sapo/UP é já a segunda experiência de parceria do Sapo com instituições académicas (a primeira foi com a Universidade de Aveiro, local onde nasceu o portal). O objectivo é reforçar a ligação do meio académico ao empresarial, através de apoios à realização de trabalhos académicos que contribuam para potenciar a descoberta de talento português, a capacidade de criação de produtos tecnologicamente diferenciadores e inovadores que contribuam, quer para o desenvolvimento de novas tendências académicas e, também, para o desenvolvimento de novas ofertas dirigidas ao mercado.
No laboratório que hoje será inaugurado pelo reitor da Universidade do Porto, Marques dos Santos, e pelo presidente executivo da PT, Zeinal Bava, trabalham actualmente algumas dezenas de alunos e investigadores bolseiros da maior universidade do país. Porém, a colaboração entre as duas entidades não se fica pela disponibilização de bolsas e pela cooperação técnica em projectos, pois alguns dos antigos bolseiros acabaram mesmo por ingressar nos quadros do Sapo e da casa-mãe, a PT.
Esta é a mais recente aposta da maior empresa nacional de telecomunicações no Porto, zona onde a PT investiu, nos últimos três anos, cerca de 63 milhões de euros em reforço de rede fixa e móvel.

Tiago Rodrigues Alves, in 'JN'

Sem comentários: