sexta-feira, outubro 08, 2010

NÃO HÁ QUEIROZ, HÁ BENTO, HÁ ALEGRIA, HÁ GOLOS, HÁ FUTEBOL


> Palavras para quê, é um artista português. Paulo Bento, em apenas três dias, demonstrou o que é criar união de grupo, espírito de equipa, táctica eficiente e mentalização para a vitória.
Portugal venceu a Dinamarca por 3-1, com golos de Nani (2) e Cristiano Ronaldo. Grande exibição de João Moutinho, um dos melhores médios do mundo, que nem sequer foi convocado para o Mundial da África do Sul. Aplauso para todos os jogadores, especialmente para Nani, João Pereira, Coentrão e Ronaldo. Parabéns rapazes, com um abraço amigo ao Paulo Bento.

3 comentários:

Pedro Coimbra disse...

Caro João,
Acho que já o deixei escrito neste espaço - eu sou daqueles que sempre gostou do Paulo Bento.
É honesto, é trabalhador, é modesto, é confiável.
Não "inventa", não "cria".
E tem os jogadores com ele.
Assim é mais fácil ganhar.

joshua disse...

Paulo Bento é um homem bom de quem qualquer de nós gosta. E para mim isso é mais que suficiente para liderar na humildade, solidariedade e verdade, uma Selecção com demasiado talento para Queirozes.

Ze Carlos disse...

Fazer melhor (muito melhor) que o "intelectual da bola" a quem chamavam de selecionador não é dificil, bastou alguém que percebe de futebol.
Parabens aos jogadores e ao Paulo Bento.