segunda-feira, outubro 04, 2010

BRASIL: A VINGANÇA SERVIU-SE FRIA






> Marina Silva foi ministra de Lula da Silva. Não, não são primos. Passaram de amigos a confidentes, de zangados a costas voltadas, de adversários a inimigos e, agora, depois das eleições presidenciais com a Marina a poder decidir tudo, talvez passem de inimigos a amigos. É o ciclo dos políticos brasileiros que raramente pensam que o mundo dá muitas voltas. Tal como nas nossas vidas com certas pessoas que se embriagam como donos do mundo e que se esquecem que também têm o funeral marcado.
 No Brasil o povo foi a votos. Para eleger o Presidente Lula, perdão, a representante artificial de Lula. As contas sairam furadas para quantos concluiram que eram favas contadas com uma vitória à primeira volta, perdão, no primeiro turno. Enganaram-se.
Marina Silva é uma lutadora e o povo acha que é uma política séria, sem cambalachos e defensora do ambiente como poucos. Marina obteve 20% dos votos e serviu friamente a vingança de tudo o que Dilma lhe fez quando ocupava o cargo de chefe de gabinete de Lula e quando Marina se viu forçada a deixar o cargo de ministra. A verdade é que Dilma pode ter visto a cadeira de Lula por um canudo, e sem ter ido a Braga. Segundo os analistas brasileiros, 7 em cada 10 eleitores apoiantes de Marina Silva irão votar em José Serra, e sendo assim, o "rei" de São Paulo poderá já ter o bilhete para Brasília como o novo Presidente da República do grande Brasil.
No próximo dia 31 já saberemos se a máquina-Serra está afinada "serrando" a direito, de modo que a obra de carpintaria seja perfeita para oferecer a José Serra a cadeira presidencial. No caso de uma vitória "serrana", Lula da Silva poderá extrair a lição de que em política não se deve fabricar presidentes à pressão...

Dilma e Serra na segunda volta, por causa de Marina.

3 comentários:

Matemática simples disse...

Sabes matemática? Pelos vistos näo...

70% de 20 säo 14.
Portanto Serra levaria 33 + 14 = 47% dos votos.
Dilma levaria os restantes 6 + 47 = 53%.

Parece-me que 53 ainda é mais que 47... vitória de Pirro.

joãoeduardoseverino disse...

Não sei Matemática, mas sou educado.

Anónimo disse...

Se a matemática é uma "batata", já contra factos não há argumentos.
Ora vejam:
http://www.youtube.com/watch?v=CzyxR6HvWkg