quarta-feira, setembro 22, 2010

NABO





>
Murteira Nabo só é nabo de nome. Esperteza não lhe faltou enquanto esteve em comissão de serviço em Macau a ocupar cargos bem remunerados de várias formas. A árvore das patacas concedeu-lhe uma fortuna, estatuto e chegou a "financiador-senador" do PS, ou seja, em Portugal é um milionário. É fácil para um indivíduo sem problemas financeiros, com uma reforma choruda, vir agora propôr que se retire o 13º mês a quem trabalha ou trabalhou durante décadas para a administração do seu país. Murteira Nabo teve o desplante de aconselhar que se corte o 13º mês e já. E por que não especificou que esse corte deveria ser apenas a quem receba mais de 2.500 euros e a todos aqueles que recebem várias reformas chorudas, possivelmente como o próprio economista Nabo?
Será que Murteira Nabo não tem a consciência do que propõe? Será que não sabe que a maioria das pessoas com rendimentos mínimos já está endividada até aos cabelos e aguarda pelo 13º mês para pagar as dívidas contraídas ao longo do ano? Será que é justo retirar o 13º mês a quantos tenham um rendimento mensal até 1.300 euros?
Murteira Nabo perdeu uma boa oportunidade de estar calado e, já agora, de oferecer os seus décimos terceiros meses de salários a uma instituição de caridade...

2 comentários:

atento disse...

A água vai fervendo em lume brando, aguardando a colheita de Dezembro…
São terrenos em pousio cobertos pela omissão do trabalho árduo onde vinga a podridão.

Macau Xuxa disse...

Um certo Macau no seu esplendor.
Da mesma cepa dos que mandaram construir um aeroporto numa terra onde era preciso conquistar espaço ao mar, havendo uma imensidão de espaço na zona circundante...