sábado, agosto 28, 2010

F1: AUSTRALIANO WEBBER VOLTA À POLE

> A aparição da chuva baralhou a sessão de qualificação para o Grande Prémio da Bélgica, em Spa-Francorchamps, mas isso não impediu a Red Bull de alcançar mais uma pole position, mostrando que os monolugares de Milton Keynes continuam ligeiramente acima de toda a concorrência. No entanto, apesar da chuva nos instantes finais da sessão, Lewis Hamilton ainda conseguiu levar o seu McLaren até ao segundo lugar da grelha, ao passo que Robert Kubica mostrou que o Renaull está mais competitivo, obtendo o terceiro tempo.
Mark Webber conquista pole position em Spa-Francorchamps -

Sob a ameaça constante da chuva (que marcou presença mesmo na primeira fase da qualificação e nos minutos finais da Q3) os dez pilotos mais velozes que puderam participar na fase decisiva depressa partiram para a pista, com o objetivo de não se deixarem surpreender pela eventual aparição súbita de aguaceiros. Foi aqui que se decidiu a pole, pois o tempo de Mark Webber obtido na sua primeira tentativa nesta fase, revelou-se imbatível, ainda para mais com o aparecimento da chuva nos últimos dois minutos na zona da reta da meta a 'atrapalhar' os pilotos, mesmo se alguns, como Hamilton, ainda conseguiram melhorar os seus registos

E, tal como já aconteceu em todas as sessões de qualificação ao longo da temporada, os Red Bull mostraram a sua grande competitividade, com Mark Webber a garantir a pole, a 12ª da equipa de Milton Keynes nesta temporada. Aproveitando a pista seca e sem ninguém à sua frente, Webber rodou em 1.45,778s, parecendo imbatível para o resto da sessão. No entanto, já após a amostragem da bandeira de xadrez, Lewis Hamilton saltou para o segundo posto, a apenas 0,085s do tempo de Webber.

"Nesta pista nunca se sabe, por isso dei o máximo na minha volta e foi assim que garanti a pole quase a meio da sessão", afirmou o australiano após a sessão.

Igualmente impressionante foi o desempenho de Robert Kubica, com o Renault a contar com o F-Duct para melhorar as suas performances. O polaco também realizou a sua volta mais rápida na sua primeira tentativa e acabou por lucrar com o aparecimento da chuva. Sebastian Vettel foi o quarto mais rápido, com o piloto da Red Bull a aparecer numa posição que não lhe tem sido muito habitual nesta época. Jenson Button foi o quinto melhor com o segundo McLaren, logo na frente do melhor dos Ferrari.

Apostando bastante em grandes novidades para Spa-Francorchamps, a Ferrari foi uma das derrotadas desta qualificação, acabando por se ver batida pela Red Bull e McLaren. Felipe Massa foi o sexto mais rápido, acabando por ser aquele que melhor tirou partido da primeira tentativa, já que na sua derradeira uma ligeira saída de pista estragou a sua volta. Pior esteve Fernando Alonso. O piloto que dominou na sexta-feira realizou um mau tempo na sua primeira tentativa feita com pneus duros (foi o único a adotar esta estratégia) e, depois, não conseguiu melhorar na sua última volta rápida, afetado também pela chuva que caía na pista. Amanhã não terá vida fácil.

Os Williams-Cosworth estiveram em grande forma, colocando os seus dois pilotos dentro dos dez mais rápidos. Rubens Barrichello foi o sétimo melhor, prosseguindo assim um fim de semana de festa pelos seus 300 grandes prémios de F1. Nico Hulkenberg ficou com o nono tempo. Adrian Sutil mostrou que os Force India também podem ser competitivos em Spa, ao colocar-se no meio dos dois Williams, em oitavo.

Mercedes novamente na mó de baixo

Uma vez mais, os Mercedes não conseguiram chegar à fase final da qualificação, embora Michael Schumacher tenha sido consistentemente o mais rápido no seio da equipa germânica, acabando por ficar com o 11º posto, queixando-se do tráfico naquela que foi a sua última volta lançada, na qual tinha Nico Rosberg, seu companheiro de equipa, imediatamente à sua frente. Schumacher acabou por ficar em 11º, com Rosberg atrás de si.
No entanto, como já se sabe, Schumacher irá receber uma penalização de dez lugares na grelha, partindo de 21º, enquanto que Rosberg também foi relegado para 16º, devido à troca da caixa de velocidades do seu Mercedes. De fora dos dez primeiros ficaram ainda os dois Toro Rosso e o Force India de Vitantonio Liuzzi.

Heróis por acaso

Numa sessão de qualificação disputada em condições sempre bastante imprevisíveis, acabaram por se verificar a existência de dois heróis improváveis, Timo Glock, da Virgin, e Heikki Kovalainen, da Lotus, com ambos os pilotos a tirarem partido da instabilidade nas condições da pista para chegarem à segunda fase da qualificação. Os dois pilotos já haviam conseguido semelhante proeza em Sepang, na Malásia, este ano, sendo apenas a segunda vez que as duas equipas chegam à Q2. Contudo, nesta fase, tanto um como outro não tiveram carro para tentar lutar pela fase final e, sem a presença da chuva para ajudar, a 16ª e a 17ª posições ficaram para o finlandês e para o alemão, por esta ordem.
Por outro lado, a Sauber contou com a desilusão de não ter nenhum dos seus carros na Q2, depois de terem rodado de forma muito competitiva ao longo das três sessões de treinos livres. Kamui Kobayashi foi o 19º e Pedro de la Rosa o 22º, com ambos os pilotos a terminarem a Q1 fora da pista, devido a incursões pela gravilha numa fase em que a pista estava ainda bastante escorregadia.

Q3
1 Mark Webber Red Bull/Renault 1.45,778
2 Lewis Hamilton McLaren/Mercedes 0,085
3 Robert Kubica Renault 0,322
4 Sebastian Vettel Red Bull/Renault 0,349
5 Jenson Button McLaren/Mercedes 0,428
6 Felipe Massa Ferrari 0,536
7 R.Barrichello Williams/Cosworth 0,824
8 Adrian Sutil Force India/Mercedes 0,881
9 Nico Hülkenberg Williams/Cosworth 1,275
10 Fernando Alonso Ferrari 1,663

Q2
11 M.Schumacher Mercedes 1.47,874 1,663
12 Nico Rosberg Mercedes 1.47,885 1,674
13 J.Alguersuari Toro Rosso/Ferrari 1.48,267 2,056
14 Vitantonio Liuzzi Force India/Mercedes 1.48,680 2,469
15 Sébastien Buemi Toro Rosso/Ferrari 1.49,209 2,998
16 H.Kovalainen Lotus/Cosworth 1.50,980 4,769
17 Timo Glock Virgin/Cosworth 1.52,049 5,838

Q1
18 Jarno Trulli Lotus/Cosworth 2.01,491 6,665
19 Kamui Kobayashi BMW Sauber/Ferrari 2.02,284 7,458
20 Bruno Senna HRT/Cosworth 2.03,612 8,786
21 Sakon Yamamoto HRT/Cosworth 2.03,941 9,115
22 Pedro de la Rosa BMW Sauber/Ferrari 2.05,294 10,468
23 Lucas Di Grassi Virgin/Cosworth 2.18,754 23,928
24 Vitaly Petrov Renault Sem tempo

In Autosport

Sem comentários: