domingo, agosto 01, 2010

F1: AUSTRALIANO WEBBER PODE FAZER HISTÓRIA

> Mark Webber venceu pela quarta vez este ano, e com os resultados da corrida de hoje, chega também à liderança do Mundial de Fórmula 1, por troca com Lewis Hamilton. Fernando Alonso foi segundo e com este resultado reduz a diferença que o separava do líder do Mundial, que é agora vinte pontos. Sébastian Vettel, penalizado a meio da corrida, foi terceiro.
Quarta vitória de Mark Webber -

Felipe Massa regressou à Hungria com um quarto lugar na corrida que o ano passado não disputou e Vitaly Petrov (5º), Nivo Hulkenberg (6º) e Pedro de la Rosa (7º) alcançaram os seus melhores resultados do ano.


Apesar de ter partido atrás de Sebastian Vettel e Fernando Alonso (deixou-se passar pelo espanhol na partida) Mark Webber venceu o GP da Hungria fruto de uma tática de corrida feliz, já que se manteve em pista quando o safety-car entrou para serem retirados detritos da pista, e depois, sem ninguém à frente, abriu margem suficiente para se manter na liderança quando teve de ir às boxes. A tática resultou em pleno, pois manteve o comando da corrida depois da passagem pelas boxes.


Lewis Hamilton ficou pelo caminho com problemas no seu McLaren e Jenson Button foi apenas oitavo pelo que os dois homens da equipa inglesa foram passados no mundial pelos homens da Red Bull. Hamilton caiu para segundo atrás de Webber e Button para quarto atrás de Vettel, num mau dia para a McLaren.


Sébastian Vettel foi apenas terceiro já que foi penalizado com um drive trough devido, no entendimento da FIA, a ter permitido uma diferença demasiado grande entre Webber (1º) e ele próprio (2º) quando o safety-car saiu de pista.


Rookies em grande


Vitaly Petrov esteve sensacional e foi quinto naquele que é o seu melhor resultado de sempre na F1, logo num dia em que a equipa Renault borrou a pintura na corrida de Robert Kubica, já que o polaco foi mandado sair das boxes na precisa altura em que Adrian Subtil entrava. Colidiram, e o polaco foi penalizado posteriormente, abandonando mais tarde.


Grandes resultados também para Nico Hulkenberg (6º) e Pedro de la Rosa (7º). Destaque ainda para a fantástica ultrapassagem de Rubens Barrichello a Michael Schumacher, perto do final da corrida. O brasileiro já se queixava que o alemão o bloqueava e forçou a manobra, que o alemão tudo fez para evitar, no entendimento de muitos para além dos limites do razoável. Um acidente entre ambos esteve perto de suceder, por milímetros.




Classificação


1. Webber Red Bull-Renault 1h41:05.571
2. Alonso Ferrari + 17.821
3. Vettel Red Bull-Renault + 19.252
4. Massa Ferrari + 27.474
5. Petrov Renault + 1:13.100
6. Hulkenberg Williams-Cosworth + 1:16.700
7. De la Rosa Sauber-Ferrari a 1 Volta
8. Button McLaren-Mercedes a 1 Volta
9. Kobayashi Sauber-Ferrari a 1 Volta
10. Barrichello Williams-Cosworth a 1 Volta
11. Schumacher Mercedes a 1 Volta
12. Buemi Toro Rosso-Ferrari a 1 Volta
13. Liuzzi Force India-Mercedes a 1 Volta
14. Kovalainen Lotus-Cosworth a 3 voltas
15. Trulli Lotus-Cosworth a 3 voltas
16. Glock Virgin-Cosworth a 3 voltas
17. Senna HRT-Cosworth a 3 voltas
18. Di Grassi Virgin-Cosworth a 4 voltas
19. Yamamoto HRT-Cosworth a 4 voltas


Abandonos


Hamilton McLaren-Mercedes 25ª volta
Kubica Renault 25 ª volta
Rosberg Mercedes 17 ª volta
Sutil Force India-Mercedes 17 ª volta
Alguersuari Toro Rosso-Ferrari 2 ª volta



Pilotos


1. Webber 161 pontos
2. Hamilton 157
3. Vettel 151
4. Button 147
5. Alonso 141
6. Massa 97
7. Rosberg 94
8. Kubica 89
9. Schumacher 38
10. Sutil 35
11. Barrichello 30
12. Petrov 17
13. Kobayashi 17
14. Liuzzi 12
15. Hulkenberg 10
16. Buemi 7
17. De la Rosa 6
18. Alguersuari 3

Construtores


1. Red Bull-Renault 312 pontos
2. McLaren-Mercedes 304
3. Ferrari 238
4. Mercedes 132
5. Renault 106
6. Force India-Mercedes 47
7. Williams-Cosworth 40
8. Sauber-Ferrari 23
9. Toro Rosso-Ferrari 10

In Autosport

Sem comentários: