segunda-feira, agosto 02, 2010

AÍ ESTÁ ELE


> Um dos mais sofisticados submarinos da nova geração e que foi adquirido por Portugal entrou hoje nas águas do Tejo. O "Tridente" é o primeiro de duas unidades navais que foram encomendadas a um consórcio alemão.
A classe «Tridente», é a versão para a Marinha portuguesa do submarino alemão modelo U-214. Inicialmente conhecido como modelo U-209PN, este tipo de submarino, partilha todas as suas características com os submarinos do tipo U-214, pouco tendo a ver com a mais antiga série U-209. A razão da referência ao U-209PN é explicada na matéria sobre as diferenças entre U214/212/209.

Os U209PN, classe Tridente vão dispor da ultima geração de células de combustível para o sistema de propulsão independente e serão em teoria, os mais silenciosos submarinos convencionais do mundo, embora algumas dúvidas quanto a esse silêncio estejam ainda por esclarecer, resultado da até agora falhada entrega dos submarinos U-214 gregos.

O sistema de propulsão independente AIP da HDW por células de combustível, é por muitos considerado superior ao sistema AIP dos submarinos franceses SCORPENE que também foram analisados pela marinha portuguesa. Estes últimos utilizavam um sistema de propulsão AIP de turbina a vapor em circuito fechado, que é mais ruidoso, mais pesado (implicando maiores dimensões) e menos flexível. Quando forem entregues, os dois submarinos da classe Tridente, serão os mais modernos e sofisticados submarinos convencionais europeus.

O projecto do Tridente / U-214 resulta da fusão das características oceânicas dos U-209 mais antigos, com um casco mais resistente com as caracteristicas hidrodinamicas, sistemas mais modernos de propulsão e electrónica derivados do modelo de submarino alemão U-212.

Por sua vez, o U-212, de que deriva o U-214 no que respeita a sistemas, linhas exteriores e electrónica, foi desenhado para a marinha alemã, que opera essencialmente no mar do norte e no mar báltico, por isso, não tem nem a mesma autonomia, nem a mesma capacidade de mergulho, nem pode disparar mísseis dos seus tubos.

Os Tridente / U-214 serão os primeiros submarinos de origem alemã na marinha portuguesa, por onde já passaram submarinos Italianos, Ingleses e Franceses.

Do ponto de vista estratégico, o U-214 será uma considerável mais-valia na garantia de defesa das aguas portuguesas e na garantia igualmente importante do direito de ligação marítima entre o continente e os arquipélagos da Madeira e dos Açores. A existência destes submarinos, pode parecer insignificante. No entanto, as suas características "Stealth" que o transformam numa arma quase virtualmente invisível, tornam-no numa arma a temer, por quem quer que seja, que durante o seu tempo de vida útil, possa negar a Portugal o seu direito de navegação nas águas do oceano Atlântico.

PAU COMMENTS

Carmindo Mascarenhas Bordalo disse...

Que orgulho ver continuada a tradição da nossa Armada! Portugal é dos países que há mais tempo possui força militar submarina e dos que mais dela necessitam, dadas as enormes dimensões do nosso mar e a sua importância.
Ter Marinha de guerra sem submarinos é, hoje, o equivalente a ter óculos sem lentes.

1 comentário:

Carmindo Mascarenhas Bordalo disse...

Que orgulho ver continuada a tradição da nossa Armada! Portugal é dos países que há mais tempo possui força militar submarina e dos que mais dela necessitam, dadas as enormes dimensões do nosso mar e a sua importância.
Ter Marinha de guerra sem submarinos é, hoje, o equivalente a ter óculos sem lentes.