segunda-feira, junho 28, 2010

VERGONHA


> Enviaram-me uma carta supostamente assinada pelo vice-almirante Rosa Coutinho a Agostinho Neto. Se a carta é verdadeira constitui uma das maiores vergonhas que jamais algum português com responsabilidade governativa levou a efeito. Na dúvida, vou retirar deste blogue um postal que tinha inserido sobre o almirante vermelho.

3 comentários:

a.marques disse...

Alguns grandes terão sombras de pecado. Mas há outros que só o são pela própria sombra quando o sol vai rasteiro. Algum segrêdo de justiça impede cabal esclarecimento? Abertas as inscrições!

pseudónjmo disse...

"Até a mais feroz das bestas merece compaixão. Logo, quem não é besta não a pode merecer".

Jorge Cabral disse...

Caro João
Rosa Coutinho foi a maior nódoa do 25 de Abril, mas não tenho qualquer dúvida em afirmar que este papelucho, é falso. Não faz o menor sentido escrever tais baboseiras quando se sabe que ele e Agostinho Neto tinham canais de comunicação seguros, onde podiam afirmar o que quisessem.
Apesar de tal altura se ter caracterizado pela rebaldaria completa, não tenho pejo em afirmar também que o Rosa Coutinho a quem chamavam de Almirante sem medo, na altura andava completamente "cagado", o que punha de parte qualquer possibilidade de escrever (se é que aquilo é escrever) uma coisa daquelas.