sábado, junho 26, 2010

HIPOCRISIA

> Já é tempo de acabar com a hipocrisia política institucional. José Sócrates desanca fortemente em Cavaco Silva. Um primeiro-ministro que arrasa um Presidente da República é, no mínimo, surrealista. Cavaco afirma que a situação é insustentável e que os seus princípios são a honestidade e o cumprimento das promessas, num claro arrufo a José Sócrates e dando a entender que o primeiro-ministro não é honesto e que não cumpre as promessas.
Já é tempo de abrir o jogo e dizer que o confronto é inevitável e que há que contar espingardas. A situação entre os dois é que é insustentável e, no entanto, Cavaco ainda fala em "cooperação estratégica". Não faço ideia o que ganha o país com estes dois farsantes a degladiarem-se e a provocar uma celeuma constante que em nada contribui para o bem do povo que dirigem, salvo seja.
Sabem que mais? Desconfio que o país está a precisar de um novo presidente e de um novo primeiro-ministro.

1 comentário:

a.marques disse...

Para compor o ramalhete ainda aparece Alegre a debitar que o Presidente não deve falar dos males da Pátria. Sendo poeta pior a emenda que o soneto ao fazer eco de uma maleita que pretendia bem escondida. Curandeiro que enquanto promete benção milagrosa ajuda a espalhar o mal. Não caberia em Vilar de Perdizes.