sábado, junho 12, 2010

F1: HAMILTON PARTE DA FRENTE NO CANADÁ

> Lewis Hamilton foi o primeiro a quebrar a hegemonia de pole positions da Red Bull na temporada de 2010, com o britânico a bater os dois pilotos da equipa de Milton Keynes numa sessão bastante emocionante, a contar para o GP do Canadá. Mark Webber e Sebastian Vettel levaram os seus monolugares ao segundo e terceiro posto, respectivamente.
Lewis Hamilton 'voou' para a pole position em Montreal -

Numa sessão de qualificação bastante interessante, em que as condições da pista foram melhorando gradualmente, o detentor da pole position apenas ficou decidido já bem para além da hora, com Hamilton a bater os dois Red Bull na última tentativa. Com uma volta em 1.15,105s, o campeão do mundo de 2008 bateu Webber por 0,268s, embora as distâncias tenham sido bastante curtas entre os pilotos da frente.


Os pneus e a sua eficácia acabaram por ser responsáveis pela grande incógnita que se viveu na fase decisiva da qualificação, com os pilotos a optarem por diferentes estratégias para a corrida de amanhã. Hamilton, com os pneus mais macios, foi o último a registar uma volta cronometrada, conseguindo alcançar a pole, mas a resistência dos pneus na prova será determinante para suster os Red Bull.


Webber ficou com o segundo posto, apesar de na sua última tentativa ainda ter raspado no chamado 'muro dos campeões', na entrada da recta da meta. Ainda assim, voltou a bater o seu companheiro de equipa, demonstrando que está bastante à vontade em condições de qualificação. Sebastian Vettel teve de se contentar com o terceiro posto, batendo Fernando Alonso no limite, depois de ter cortado a última chicane na sua penúltima tentativa.


Alonso, por seu turno, provou que os Ferrari estão bastante mais competitivos do que na Turquia, onde ficou de fora na Q2. Desta feita, o piloto da Ferrari conseguiu estar na luta pela pole position, acabando por ficar a pouco mais de três décimos do autor da pole. Jenson Button não conseguiu ter os mesmos argumentos do seu companheiro de equipa, ficando-se pelo quinto posto no McLaren-Mercedes, colocando-se na frente de um surpreendente Force India de Vitantonio Liuzzi.


A equipa indiana foi, aliás, uma das surpresas da sessão, conseguindo mesmo colocar os seus dois monolugares na Q3, já que Adrian Sutil foi o nono melhor. Felipe Massa levou o outro Ferrari ao sétimo lugar, imediatamente à frente de Robert Kubica, com o Renault.


Mercedes na mó de baixo


Quando se esperava que a Mercedes pudesse estar na discussão pelos lugares da frente, a equipa alemã acabou por só ter um carro na Q3, neste caso Nico Rosberg, não conseguindo ir além do décimo lugar. Depois de prometer muito nas sessões de treinos livres, o heptacampeão Michael Schumacher foi figura pela negativa da qualificação ao ter ficado de fora da última fase, não indo além do 13º posto, atrás dos dois Williams de Rubens Barrichello e Nico Hulkenberg, por esta ordem.


Logo de fora na primeira fase de qualificação ficaram os seis pilotos das novas equipas, acompanhados pelo Sauber de Kamui Kobayashi. No entanto, de salientar os bons esforços de Heikki Kovalainen, que conseguiu mesmo dar luta ao piloto japonês, tendo ficado a cerca de dois décimos do monolugar de Hinwill.


Nota de destaque para o facto do autor da pole, Lewis Hamilton, ter terminado a sessão a empurrar o seu monolugar, depois da sua equipa o ter informado de que não tinha combustível suficiente para terminar a sua volta de chegada às boxes. Os regulamentos obrigam a que exista, no minímo, um litro de combustível no depósito, sem o qual poderiam correr o risco de uma sanção na posição de partida. Assim, Hamilton viu-se obrigado a empurrar o seu carro na recta que dá acesso à via das boxes.


A prova canadiana inicia-se amanhã às 17h00, tendo transmissão na Sport TV2, prevendo-se uma corrida emocionante em que a chuva poderá marcar presença e em que o safety car costuma ser presença assídua. Além disso, a questão dos pneus promete muitas incógnitas.


Q3
1. Hamilton McLaren-Mercedes 1.15,105
2. Webber Red Bull-Renault 1.15,373
3. Vettel Red Bull-Renault 1.15,420
4. Alonso Ferrari 1.15,435
5. Button McLaren-Mercedes 1.15,520
6. Liuzzi Force India-Mercedes 1.15,648
7. Massa Ferrari 1.15,688
8. Kubica Renault 1.15,715
9. Sutil Force India-Mercedes 1.15,881
10. Rosberg Mercedes 1.16,071


Q2
11. Barrichello Williams-Cosworth 1.16,434
12. Hulkenberg Williams-Cosworth 1.16,438
13. Schumacher Mercedes 1.16,492
14. Petrov Renault 1.16,844
15. Buemi Toro Rosso-Ferrari 1.16,928
16. Alguersuari Toro Rosso-Ferrari 1.17,029
17. de la Rosa Sauber-Ferrari 1.17,384


Q1
18. Kobayashi Sauber-Ferrari 1.18,019
19. Kovalainen Lotus-Cosworth 1.18,237
20. Trulli Lotus-Cosworth 1.18,698
21. Glock Virgin-Cosworth 1.18,941
22. Senna HRT-Cosworth 1.19,484
23. di Grassi Virgin-Cosworth 1.19,675
24. Chandhok HRT-Cosworth 1.27,757

In Autosport

Sem comentários: