terça-feira, junho 15, 2010

DE CORTAR À FACA

> O ambiente no seio da selecção nacional de futebol é de cortar à faca. Os jogadores estão aborrecidos. Por vários e diferentes motivos. Simão, Duda, Liedson, Deco e Hugo Almeida são protagonistas do seu direito ao descontentamento. As suas razões são aceitáveis, mas o dedo é apontado ao assistente de treinador Carlos Queiroz. Deco foi mesmo muito longe e virou logo as costas a Queiroz no momento da substituição, dirigindo-se para o balneário numa atitude muito malcriada. No final do encontro teceu afirmações graves, que num caso normal de disciplina deveria ser imediatamente suspenso do colectivo.
Mas, com Queiroz tudo pode acontecer até ficar sem Nani com uma série de mentiras a justificar o afastamento. Com este ambiente não há que esperar nada de bom, especialmente contra a Coreia do Norte, uma equipa que se apresentou frente ao Brasil como um conjunto muito bom tecnicamente e que não será um osso fácil de roer.

2 comentários:

floribundus disse...

a escumalha da bola no seu pior.
lembra-me a campanha do México.

no governo e na AR o espectáculo é ainda mais degradante.

'a culpa é sempre dos outros'

Anónimo disse...

e agora??????????