segunda-feira, junho 14, 2010

CORRIDAS DE CAVALOS: LUZ AO FUNDO DO TÚNEL

Um dos meus cavalos com as cores da "portuguese cross" à frente numa corrida da Austrália


> O projecto prevê apostas em corridas em Portugal e no estrangeiro. Promotores já se reuniram com o Governo, que ainda não deu luz verde ao projecto.

O Governo está a estudar uma nova proposta para o lançamento de apostas hípicas no País. A Liga Portuguesa de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida e a Federação Equestre Portuguesa são as entidades promotoras do projecto, que propõe um modelo de apostas semelhante ao Euromilhões. Esta é mais uma tentativa de alterar a lei de 1956, que estabelece o regime jurídico das apostas em corridas de cavalos em Portugal e que as limita em exclusivo aos hipódromos.

Segundo Eduardo Serra Jorge, consultor jurídico do projecto, o projecto em discussão preconiza a "alteração do quadro legal existente", pois as "apostas em corridas de cavalos não têm nenhuma viabilidade económica" no actual regime, propondo que "funcionem como um Euromilhões dos cavalos", em que apostas integram corridas em Portugal e no estrangeiro.

O modelo que está em cima da mesa prevê que as apostas possam ser realizadas em diversos locais e meios, desde o recinto da corrida, a quiosques interactivos e pela Internet.

Porque os promotores do projecto não querem afrontar ninguém, em particular a Santa Casa da Misericórdia (SCM) - entidade com a qual já se reuniram -, poderiam até, caso houvesse interesse, ser utilizados alguns dos cinco mil pontos de venda da SCML para instalar parte dos 500 quiosques interactivos que se prevêem necessários. Segundo Serra Jorge, a SCM "mostrou-se interessada em acompanhar o processo".

NOTA: Desde sempre que inserimos na nossa barra lateral a nossa posição:

PORTUGAL DEVE TER
CORRIDAS DE CAVALOS

MONOPÓLIO DA SANTA CASA
TEM DE ACABAR

Sem comentários: