domingo, maio 30, 2010

F1: VETTEL DEVIA SER IRRADIADO ESTA ÉPOCA


> O que se assistiu hoje no Grande Prémio da Turquia por parte de Sebastian Vettel foi abaixo de cão. Ser puto e andar na F1 não é pecado. Mas quando a inveja impera e a falta de noção do que se faz com um carro a mais de 250 kms/hora afasta da vitória um companheiro, então estamos perante um crime desportivo.
Vettel tem todo o direito de tentar ganhar uma corrida ao seu companheiro de equipa Mark Webber, mas não pode tentar uma ultrapassagem de forma absurda e atirar com o seu adversário para fora da pista e roubar-lhe o primeiro lugar, para automaticamente o entregar à equipa adversária. No mínimo, a equipa da Red Bull devia irradiar imediatamente Vettel por toda esta temporada de corridas. O que Vettel fez não merece que qualquer responsável o aceite num circo muito sério e onde os palhaços só riem no pódio depois de muita audácia, sacrifício e destreza.

Em face do sucedido, Lewis Hamilton conquistou a primeira vitória da época, batendo o seu colega de equipa na McLaren, Jenson Button, no Grande Prémio de Turquia. Os pilotos da McLaren aproveitaram a colisão entre os dois carros da Red Bull para fazerem a dobradinha.
Lewis Hamilton vence  GP da Turquia -


Button ainda chegou a dar luta a Hamilton e esteve muito perto de lhe roubar o primeiro lugar, com várias tentativas de ultrapassagem no decurso de uma volta, mas que terminou quando os dois McLaren tiveram que reduzir o ritmo para poupar combustível.


Mark Webber liderou a corrida sem adversários até à 41ª volta, quando o seu colega de equipa na Red Bull, Sebastian Vettel, aproximou-se do seu colega de equipa e tentou ultrapassá-lo. O alemão acabou por fechar a porta do seu colega, abandonando a corrida, enquanto Webber teve que ir trocar o nariz do seu carro, caindo para terceiro. Apesar do resultado, o australiano da Red Bull continua a liderar o campeonato.


Michael Schumacher e Nico Rosberg levaram os Mercedes ao quarto e quinto lugares, segurando o Renault de Robert Kubica e o Ferrari de Felipe Massa. Fernando Alonso conseguiu recuperar até ao oitavo lugar, aproveitando um furo de Vitaly Petrov na fase final. Adrian Sutil e Kamui Kobayashi completaram os lugares pontuáveis, com o japonês a dar o primeiro ponto da época à Sauber.

Classificação

1. Hamilton McLaren-Mercedes 1h28:47.620
2. Button McLaren-Mercedes a 2.645
3. Webber Red Bull-Renault a 24.285
4. Schumacher Mercedes a 31.110
5. Rosberg Mercedes a 32.266
6. Kubica Renault a 32.824
7. Massa Ferrari a 36.635
8. Alonso Ferrari a 46.544
9. Sutil Force India-Mercedes a 49.029
10. Kobayashi Sauber-Ferrari a 1:05.650
11. De la Rosa Sauber-Ferrari a 1:05.944
12. Alguersuari Toro Rosso-Ferrari a 1:07.800
13. Liuzzi Force India-Mercedes a 1 lap
14. Barrichello Williams-Cosworth a 1 lap
15. Petrov Renault a 1 lap
16. Buemi Toro Rosso-Ferrari a 1 lap
17. Hulkenberg Williams-Cosworth a 1 lap
18. Glock Virgin-Cosworth a 2 laps
19. Di Grassi Virgin-Cosworth a 3 laps


Abandonos

Chandhok HRT-Cosworth 53ª volta
Senna HRT-Cosworth 47ª volta

Vettel Red Bull-Renault 40ª volta
Kovalainen Lotus-Cosworth 34ª volta
Trulli Lotus-Cosworth 33ª volta


Campeonatos:


1. Webber 93
2. Button 88
3. Hamilton 84
4. Alonso 79
5. Vettel 78
6. Massa 67
7. Kubica 67
8. Rosberg 66
9. Schumacher 34
10. Sutil 22
11. Liuzzi 10
12. Barrichello 7
13. Petrov 6
14. Alguersuari 3
15. Hulkenberg 1
16. Buemi 1
17. Kobayashi 1



1. McLaren-Mercedes 172
2. Red Bull-Renault 171
3. Ferrari 146
4. Mercedes 100
5. Renault 73
6. Force India-Mercedes 32
7. Williams-Cosworth 8
8. Toro Rosso-Ferrari 4
9. Sauber-Ferrari 1

Com Autosport

Sem comentários: