quinta-feira, abril 29, 2010

MOURINHO É GRANDE


Valdez agrediu Mourinho no final do jogo

> José Mourinho mostrou que é o melhor treinador de futebol do mundo. Foi a Barcelona e mandou os campeões europeus às urtigas. Está na final dos Campeões, onde o Inter não marca presença há 40 anos. É mais um feito para a história de um homem que não precisa de mostrar mais nada que é o único special no mundo do futebol.
Barcelona teve um comportamento execrável, vergonhoso e de baixo nível. Sem saber aceitar a derrota os adeptos do Barça demonstraram que não têm categoria para assumir um título de campeão. Desde a abertura do sistema de rega da relva do estádio para que os jogadores do Inter não comemorassem a vitória, aos vários objectos atirados contra a comitiva do Inter e culminando com a agressão do guarda-redes Valdez a José Mourinho no final do encontro. Valdez deveria ser irradiado imediatamente do futebol.
Parabéns ao José que soube colocar no bolso o "Camp Mou".

5 comentários:

radical livre disse...

fiquei contente com a vitória.
valdez merece ser irradiado

Manuel Oliveira disse...

Parabéns ao Mourinho e ao Inter! Mas, a forma como o conseguiu foi de risco e não condizente com uma equipa que quer ser campeã europeia.
Veja o meu post:
http://manueloliveira2000.blogspot.com/2010/04/mourinho-endeusado-mas.html

Jorge Cabral disse...

e o único golo do Barcelona é em nítido fora de jogo! parem a imagem no exacto momento do chuto e logo verão. Mas lapsos destes sempre existirão. Todos sabemos que no momento, naquelas circunstancias e sem os meios de que nós dispomos e os árbitros não é impossível evitar erros destes.
Eu não gosto do Mourinho mas que ele é um treinador muito acima da média, não há qualquer dúvida.
Para ele os meus parabéns.
Todavia, lamento dizê-lo mas este ano quem levará a taça serão os alemães do Bayern.

a.marques disse...

Importa sabêr a qual chuto o Snr Jorge Cabral se refere. Se é o do remate á baliza esse factor torna-se absolutamente deslocado e despropositado. Salvo melhor opinião.

Pedro Coimbra disse...

E o tratamento que dispensaram ao Figo?
Dez anos depois, ainda não perceberam que quem fez cagada foram os dirigentes do Barcelona, não o Figo.
Abraço