sexta-feira, abril 16, 2010

JÁ VALE TUDO

> Não dá para acreditar. Somos ofendidos diariamente com o que se vai sabendo sobre os salários de certos tipos que nasceram com o cu virado para Marte. Hoje, o 'DN' informa que existem por aí uns fulanos, que normalmente, são muito "importantes" em partidos polítcos, que ganham em cada reunião em que participam €7.400. Não, não me enganei. São sete mil e quatocentos euros de cada vez que lhes puxam a cadeira para se sentarem à volta de uma mesa, onde lhes colocam à frente uns papéis que dezenas de secretárias e assessores já produziram e que depois de umas graçolas entre os presentes, de umas "bocas" sobre o Benfica, Porto e Sporting, de umas patetices sobre a 'Quadratura do Círculo', da eleição do novo líder do PSD e da campanha eleitoral dos seus adversáriuos, aprovam uns dislates, seguindo-se um boa-tarde até à próxima de sete mil e quatrocentos euros.
O escândalo é vergonhoso e chocante. Por cada reunião do conselho de administração das cotadas do PSI-20, os administradores não-executivos - ou seja, sem funções de gestão - receberam em 2009 uma média de 7.427 euros por reunião.
Os campeões destes desmandos foram:
- Daniel Proença de Carvalho: Recebeu €252.000, €15.800 euros por reunião
- João Vieira de Castro: €45.000, €11.275 por reunião
- António Nogueira Leite: €193.000, €5.300 por reunião
- José Pedro Aguiar-Branco: €8.000, €4.040 por reunião
- António Lobo Xavier: €83.000, €3.700 por reunião

Nota irónica: Nas reuniões estiveram a apertar o cinto...

Sem comentários: