domingo, abril 04, 2010

FUTEBOL: NÃO HÁ SEGURANÇA PARA O MUNDIAL

> A FIFA devia suspender imediatamente o Mundial de Futebol na África do Sul. A segurança passa a ser nula depois do assassínio, sábado, do líder da extrema-direita, Terre'Blanche.
André Thomashausen, professor de Direito Internacional Comparado na Universidade da África do Sul (UNISA), declarou à agência Lusa que “o assassínio brutal e extremamente violento de Eugene Terre'Blanche se insere num quadro de homicídios igualmente brutais e sistemáticos de brancos de origem Afrikaner proprietários de fazendas, com um saldo de cerca de 4 mil vítimas desde 1994”.

“Nesse sentido, e uma vez que o ANC tem permitido que o seu líder da Juventude, Julius Malema, ande a gritar slogans exortando à morte dos brancos, sem o criticar nem o calar, este incidente pode mobilizar as franjas de brancos empobrecidos pela política de acção afirmativa do Governo, e que se sentem marginalizados e sob ameaça física, a recorrer a acções que chamem a atenção do mundo durante o Mundial”, acrescentou aquele académico.

1 comentário:

manuel gouveia disse...

Não me parece... só teriam a perder.