terça-feira, abril 06, 2010

ESTADO-PALHAÇO (4)

> O ministro português dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, advertiu hoje as "elites políticas e militares" da Guiné-Bissau que o país "não terá muito mais oportunidades para refazer a sua imagem internacional".
"Neste momento, a Guiné-Bissau tem de fazer definitivamente esta opção: ou entra numa via de estabilização e de construção de um estado democrático ou se isola e se torna num caso flagrante de um estado falhado", declarou Luís Amado à agência Lusa.

1 comentário:

S.C. disse...

Pois perdeu uma boa ocasião de estar calado o Sr. Amado! Há gente que não se enxerga mesmo! Era bem feito que lhe respondessem que fosse tratar das sujeiras do país que tão mal representa e para cuja péssima imagem ele também contribui, no governo do Sr. Pinto de Sousa.