quinta-feira, abril 01, 2010

CÔNSUL DOS SUBMARINOS FOI NOMEADO POR DURÃO BARROSO

> O cônsul honorário de Portugal em Munique, Jurgen Adolff, foi nomeado em 1994 por Durão Barroso quando este era ministro dos Negócios Estrangeiros do governo de Cavaco Silva. O cônsul que está implicado no negócio dos submarinos já foi suspenso pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado e o 'DN' informa hoje que foi criada uma rede de empresas-fantasmas para pagar comissões, entre as quais a vários portugueses, nomeadamente a um almirante na reserva que terá recebido em 2006 um milhão de euros. Outros nomes indicados pela investigação judicial alemã são os de Nuno Horta e Costa, de uma empresa do grupo Espírito Santo, Luís Horta e Costa, ex-presidente da ESCOM, o advogado Vasco Vieira de Almeida e Helder Bataglia dos Santos do grupo Espírito Santo.

Sem comentários: