sexta-feira, abril 23, 2010

AOS LEITORES

CAROS AMIGOS

> Hoje, celebra-se o Dia Mundial do Livro. O livro que sempre foi o produto que mais respeitei ao longo da vida. Sempre tive um livro a meu lado e devo muito do meu conhecimento a tudo o que apreendi nas páginas de centenas de livros que tive o privilégio de ler.

Ontem, visitei a Livraria Bulhosa para assistir ao lançamento do Livro 'Tartan - As Velas da Liberdade', dos irmãos Nuno e Pedro Silveira Ramos. Vim de lá amachucado e triste. Os livros estavam zangados comigo e quase que não me falaram. Deram-me um raspanete enorme e lembraram-me que eu lia uma média de dois livros por semana e que nos últimos três anos tinha lido uma média de dois livros por ano.
A minha falta de leitura ficou a dever-se à entrega total que depositei desde Outubro de 2007 a este blogue. Com a gratidão de quantos me abraçaram, mas com a injustiça de quantos me têm prejudicado devido às posições que aqui tenho assumido.
Os políticos desiludiram-me, o sistema destruiu-me e os falsos amigos traíram-me.
Chegou o momento de regressar à leitura dos livros. Fazem parte de mim e ajudam-me a viver, num momento em que a vida está a retirar-me todas as forças que me concedeu.

Peço que me desculpem e que me compreendam, mas a partir de hoje o PPTAO será um blogue onde eu virei quando puder e quando a disposição permitir. Agradeço a todos quantos ao longo destes anos andaram por aqui com amizade.

Abração
e até sempre.

13 comentários:

David Oliveira disse...

Fico a torcer para que sejam mais as vezes em que a disponibilidade e a disposição lhe permitam "vir" por aqui. Respeitosamente.
Cumprimentos
David Oliveira

ana e. disse...

Tenho muita pena, João. É o meu blog preferido. A minha visita diária porque aqui respira-se liberdade, diversidade e humorismo, três coisas que eu adoro.
Nunca deixe de voltar.

a.marques disse...

A vontade e disposição vai prevalecer a par da sua capacidade de renovar energias. Este espaço é para todos nós um dos seus livros. "a seguir a um dia de tempestade vem a bonança". Vamos continuar por aqui. Consigo.

Karocha disse...

Não se vá embora JES.
O seu blog é fundamental!
Abraço
Karocha

Fernando Torres disse...

Há um tempo para LER e um tempo para ESCREVER, e esses tempos nunca acontecem por acaso.
Não desista!

Isabel Magalhães disse...

João;

Entendo-o e ocorre-me dizer que estamos em sintonia. Também tenho andado a pensar nos livros que não leio, nas telas que preciso pintar (por todos os motivos e mais um...)

Até mais logo, até amanhã, até depois de amanhã...

Até sempre que lhe seja possível mas não desapareça. Por favor.

Um abraço de muitas cores e de amizade feito.

I.

Pedro Coimbra disse...

Vai haver vontade de vir aqui muita vez que o bichinho da escrita não morre.
Vamos lá a levantar esse astral!
Abraço

S.C. disse...

Ah! Isso não vale! Não se cativam leitores para depois os deixar pendurados. Ficamos à espera :)

TOZE Canaveira disse...

João, não sei se adianta, mas dizer-lhe que continuarei a vir aqui TODOS os dias, espero que lhe dê a força suficiente para o obrigar a também aqui postar todos os dias o que lhe vai na alma.
Desejo sinceramente que não seja um adeus, mas sim um até amanhã.
Abraço

Anónimo disse...

Todos nascemos com um Dom. O teu Dom, a meu vêr, é a excelente capacidade da ESCRITA e da COMUNICAÇÃO, faz parte integral do teu ser. Vibras quando escreves, vibras quando comunicas, e nós vibramos ao ler.
Por isso PAI...não pares nunca!

Beijo
Catarina

Anónimo disse...

Nestas antipodas qui venho todos os dias ler o Jornal do Pau.
E nao sei descrever o contentamento que sinto por o fazer.
Nao ha palavras que o facam, nem com o novo acordo hortografio Joao.

Um abraco
Ze da Labia

pseudónimo disse...

Especial atenção ao anónimo das 12:23 do dia 24.

Anónimo disse...

Nem penses en desaparecer. Es um grande jornalista, transmissor da verdade tal como tu a ves. Nunca foste de desistir. Lembro-me da tua forma de andar decidida, com a cabeça sempre bem alta. "jornalista ou advogado", essa foi a minha profecia.
C.Cid