quarta-feira, março 31, 2010

VERGONHOSO

> A deputada Inês de Medeiros devia solicitar ao Partido Socialista a sua substituição na Assembleia da República se tivesse o mínimo de respeito pela Casa do Povo e pelos seus pares, depois de ter enviado uma carta para o presidente Jaime Gama e simultaneamente para os jornais, sobre o pagamento das suas viagens privadas entre Lisboa e Paris, as quais não quer pagar.
Esta tarde, à entrada para o debate com o primeiro-ministro, o presidente Jaime Gama afirmou que foi através da comunicação social que tomou conhecimento da carta que lhe foi enviada por Inês de Medeiros, do PS.
Lamentável e vergonhoso.

2 comentários:

Guimaraes disse...

E é só ela?
Cá vai mais um exemplo: um senhor de Coimbra foi nomeado partidariamente para presidir ao conselho de administração de uma empresa pública na Figueira da Foz. Enquanto a empresa não comprou um carro decente (Volvo)para o senhor, recebeu ajudas de custo diárias para ir com o seu carro de casa para a empresa.
Outros trabalhadores (desculpem... colaboradores) da empresa viviam a distâncias equivalentes e maiores sem que pensassem sequer na hipótese de ajudas de custo.
"Boy" é muito importante!

Nelson Ferreira Alves disse...

E afinal ela foi eleita por qual círculo; Paris? ou algures em Portugal?
E que faz ela, realmente?