sábado, março 20, 2010

O RIDÍCULO DO 'EXPRESSO'


> Por volta do ano de 1958 recordo-me de uma conversa que tive com o meu avô. Diariamente mandava-me comprar o jornal ao quiosque e lá vinha eu todo vaidoso com "O Século' na mão. E lembro-me perfeitamente que um dia li na primeira página qualquer coisa como "Mafia em Portugal". Ao chegar a casa perguntei ao avô "o que é a mafia?". Respondeu-me que "era gente que podia matar e a quem nunca nos devíamos juntar". Jamais esqueci a conversa com o meu avô que, naturalmente, teve outros acrescentos muito úteis sobre o tema para o meu futuro.

Talvez por isso, é que hoje achei de um ridículo atroz a manchete do 'Expresso'. Parece que o jornal está a caminhar para o descrédito total. As vendas têm vindo a baixar significativamente. Mas, chamar a tema principal um assunto que tem décadas de existência neste país, é algo que nos parece suicidário.
Não saberá o 'Expresso' que a mafia italiana está em todo o mundo através da globalização dos negócios? Não saberá o 'Expresso' que determinadas marcas italianas famosas com escritórios e lojas abertas no nosso país são emissores de "jogadas" ilegais comandadas pelas grandes "famílias" mafiosas? Não saberá o 'Expresso' que alguns crimes cometidos no nosso país foram ajustes de contas da mafia italiana?
Enfim, estranha-se que o 'Expresso' não se preocupe em investigar assuntos muito candentes do nosso quotidiano e que se relacionam com a mafia portuguesa, essa 'face oculta' que nos desgraça, desde os gabinetes ministeriais às grandes empresas sempre apresentadas como "sustentáculo" económico...

2 comentários:

a.marques disse...

É preciso voltar a lêr nas entrelinhas. Máfia á italiana instalada em Portugal.

TOZE Canaveira disse...

Caríssimo, há que "separar as águas".
É que por cá, os mafiosos são tantos e de tantas origens, que as notícias agora têm de ter assim uma espécie de... controlo de qualidade....
Podia ser mafia de Aveiro, da Beira-Baixa, do Porto....