sexta-feira, março 05, 2010

ALBERTO DIZ UMA CERTA

> Alberto João Jardim conseguiu fazer uma afirmação acertada, com lógica, sabedoria política e realismo. Anunciou a sua perspectiva sobre a liderança do PSD e propôs que Paulo Rangel, Aguiar-Branco e Passos Coelho desistissem da corrida e dessem lugar a uma candidatura congregadora de Marcelo Rebelo de Sousa.
Efectivamente, as três candidaturas que se degladiam no terreno "laranja" são muito fracas e não podem augurar algo de bom para o PSD. Com qualquer dos três candidatos, José Sócrates agradece e seguirá a governar (mal) este país.
Agora, a bola está do lado dos candidatos e se chutarem para canto podem estar certos que o descalabro nas hostes sociais-democratas será total.

Sem comentários: