sexta-feira, março 12, 2010

AINDA NÃO SE CANSARAM

> De vez em quando lá vai um a Macau. Um, político ou amostra dessa espécime. Fazer o quê? Bem, isso é mais complicado de dizer. Uns, vão buscar umas massas. Outros vão resolver velhos problemas com os chineses. Outros, passear e comprar uns colares de pérolas para as amigas.
E há ainda os que vão palestrar. Pa... quê? Palestrar, estúpido! É o caso do socialista António Vitorino que a convite do Consulado-Geral de Portugal lá vai participar numa conferência. E é importante? Deve ser tanto como as realizadas durante dezenas de anos e cujo resultado viu-se...
Recorde-se que António Vitorino conhece bem Macau. Bem, não. De ginjeira...

4 comentários:

S.C. disse...

E Macau também o conhece a ele, suponho...:)

S.C. disse...

A convite do Consulado-Geral de Portugal? Pago pelo Consulado-Geral de Portugal? E a que propósito o Sr. Vitorino? Não tem qualquer cargo no governo, no parlamento, na administração pública, pois não? E não está ele retirado da política e agora também da função de comentador para que os seus inúmeros afazeres profissionais não deixam disponibilidade? Deve ter um orçamento chorudo esse Consulado-Geral. Que iniciativas culturais e de promoção de Portugal terá tido noas últimos anos? Por aqui não temos notícia...

Anónimo disse...

E será que o Consulado-geral vai também convidar o prof. Marcelo? Não tem de haver contraditório nestas coisas das palestras? Ou será só na televisão?

Anónimo disse...

E Inês de Medeiros será a próxima? Para variar de Paris...

http://www.sabado.pt/Pessoas_V2/Entrevista-Dura/Ines-de-Medeiros/Ines-de-Medeiros.aspx