sexta-feira, fevereiro 26, 2010

VICE-PRIMEIRO-MINISTRO

> Portugal sem saber tinha um vice-primeiro-ministro. A criatura é que resolvia praticamente todos os assuntos importantes que o governo de Sócrates tinha entre mãos. Do BPN à CGD. Do BCP às sucatas Godinho. Da REFER à EDP. Da REN à PT. Da Taguspark à TVI. De uma Câmara Municipal a uma Junta de Freguesia (assuntos ainda não divulgados).
E até o lóbi das farmácias só conseguiu os seus intentos através dessa figura importantíssima que tratava tudo pelo telefone com José Sócrates até ao dia em que o avisaram que umas escutas de Aveiro já o tinham arrumado para todo o sempre. Falamos do superpermanente no telefone do primeiro-ministro a dar as mais variadas ordens e indicações em prol de todos os amigalhaços. Um trabalho sem qualquer interesse pecuniário e apenas com a intenção de desenvolver a economia do país... Falamos do omnipresente Armando Vara, que escandalosamente até diligenciou para que o Conselho de Ministros fizesse um decreto tal como o presidente da Associação de Farmácias, João Cordeiro, exigia.
Tudo dentro da lei vigente, a tal que permite a esta rapaziada passar entre os pingos da chuva...

ADENDA: Armando Vara era o administrador do BCP responsável pelo financiamento e pelo processo accionista do 'Sol' quando o jornal passou pelos problemas financeiros há um ano e dificultou a entrada de novos accionistas, afirmou esta manhã o director do semanário, José António Saraiva, na Comissão de Ética da AR.


PAU COMMENTS:

Isto indicía já têr passado de pantanal a coio de podridão. O Snr PGR que não deu pelo pântano nem descortinou atolados, aparece agora fortemente salpicado na capa de um jornal. Já não só por encobrir mas também por fazêr parte da enxovia. Ou sacode pronta e energicamente a ofensa desautorizando e punindo tão grave afronta, ou então mais que deixar atingir por golpe fatal a própria imagem e a do supremo cargo que ocupa, estará a deixar emporcalhar grave e impunemente a imagem do País. Que se faça a luz que o sol merece e não pode ser ocultada, e que nós não deixaremos de exigir.
a.marques

PAU COMMENTS

Ao jornal o pau e ao seu considerado ccordenador peço desculpa por mais esta incursão e agradeço a paciência que têm tido para me acolher. Acabo de notar os considerandos do Snr. Dr. Pinto Monteiro a propósito da notícia antes comentada e então acrescento: Snr. PGR a notícia do sol é redondamente verdadeira. As insinuações aí contidas é que podem não corresponder á verdade. Parece-me que perante a gravidade da afronta a reacção conhecida de Sua Excelência é branda e curta, mesmo defensiva e timidamente envergonhada. Do que se trata agora não são apenas fugas de informação relacionadas com escutas, mas de eventual cumplicidade, participação activa e colaboração em actividade criminosa. Em todo o caso convinha esclarecer se a garantia de que esta fuga não partiu da PGR envolve também ou apenas e só o anteriormente referenciado grupo dos 6. É de todo apropriado que esta insinuação de que é alvo não caia em saco rôto e todos os mecânismos de independência sejam accionados tendo em conta que na circunstância o Snr. seria também parte e não juiz. O respeito por Sua Excelência, pelo alto cargo que desmpenha e a dignidade da nossa justiça assim o exigem. Opinador de ocasião penso eu de que, é no mínimo adequado um processo crime contra o referido jornal. Avance a Judiciária. Respeitosamente.
a.marques

3 comentários:

Carlos Dias Ferreira disse...

João:

Grande "POLVO" dava para o almoço de dois milhões de pobres que há em Portugal!!!
Esta "gentinha socrática" está a merecer algo parecido com uma cura de emagrecimento. Para quando?

a.marques disse...

Isto indicía já têr passado de pantanal a coio de podridão. O Snr PGR que não deu pelo pântano nem descortinou atolados, aparece agora fortemente salpicado na capa de um jornal. Já não só por encobrir mas também por fazêr parte da enxovia. Ou sacode pronta e enérgicamente a ofensa desautorizando e punindo tão grave afronta, ou então mais que deixar atingir por golpe fatal a própria imagem e a do supremo cargo que ocupa, estará a deixar emporcalhar grave e impunemente a imagem do País. Que se faça a luz que o sol merece e não pode ser ocultada, e que nós não deixaremos de exigir.

a.marques disse...

Ao jornal o pau e ao seu considerado ccordenador peço desculpa por mais esta incursão e agradeço a paciência que têm tido para me acolher. Acabo de notar os considerandos do Snr. Dr. Pinto Monteiro a propósito da notícia antes comentada e então acrescento: Snr. PGR a notícia do sol é redondamente verdadeira. As insinuações aí contidas é que podem não corresponder á verdade. Parece-me que perante a gravidade da afronta a reacção conhecida de Sua Excelência é branda e curta, mesmo defensiva e timidamente envergonhada. Do que se trata agora não são apenas fugas de informação relacionadas com escutas, mas de eventual cumplicidade, participação activa e colaboração em actividade criminosa. Em todo o caso convinha esclarecer se a garantia de que esta fuga não partiu da PGR envolve também ou apenas e só o anteriormente referenciado grupo dos 6. É de todo apropriado que esta insinuação de que é alvo não caia em saco rôto e todos os mecânismos de independência sejam accionados tendo em conta que na circunstância o Snr. seria também parte e não juiz. O respeito por Sua Excelência, pelo alto cargo que desmpenha e a dignidade da nossa justiça assim o exigem. Opinador de ocasião penso eu de que, é no mínimo adequado um processo crime contra o referido jornal. Avance a Judiciária. Respeitosamente.