sábado, fevereiro 20, 2010

SEM VERGONHA


> O que se passou na Taguspark é um acto da maior indignidade, só possível de realizar através de miúdos amiguinhos e afilhados de políticos incompetentes e irresponsáveis. A manchete do 'Expresso' faz corar de vergonha qualquer dirigente empresarial ao salientar que o "Presidente da Taguspark só soube há dois dias do negócio com Figo".
Como é isto possível numa empresa pública? Como é que os dinheiros públicos são gastos ao desbarato sem conhecimento do responsável máximo? Como é possível pagar 2,5 milhões de euros por ano a um puto com carinha de parvo, só porque foi chefe da propaganda eleitoral do PS? Como é que um engenheiro professor catedrático de grande prestígio, como Matos Ferreira, e por isso, foi colocado a presidir aos destinos da Taguspark, é ultrapassado sem que lhe seja dado conhecimento de negócios pouco claros que esvaziam o cofre da empresa? Inacreditavelmente, o presidente da Taguspark bem como outros administradores apenas na passada quinta-feira tomaram conhecimento da existência de um contrato com Luís Figo e de um filme promocional com o antigo futebolista.
E agora, não há justiça em Portugal?

2 comentários:

a.marques disse...

O presidente não tem nada a vêr com conversas e negócios privados. Quem quer que pague dizem eles.

Kruzes Kanhoto disse...

É por estas e também por outras que o melhor seria não haver uma única empresa onde o Estado tivesse um unico centimo. Assim o problema seria exclusivamente entre privados.