sábado, fevereiro 06, 2010

QUEIROZ AGRIDE JORNALISTA

> Carlos Queiroz virou pugilista. Já se sabia do mau feitio do assistente de treinador de futebol, mas ninguém fazia ideia que Carlos Queiroz deverá ter problemas do foro psiquiátrico e que agride cidadãos.
Esta manhã, no aeroporto de Lisboa, o contratado seleccionador da equipa nacional de futebol começou a discutir com o jornalista Jorge Baptista, e de seguida agrediu-o com murros.
Exige-se a demissão imediata de Carlos Queiroz que não tem a mínima categoria cívica e saúde mental para ser exemplo de jovens desportistas. Um caso grave a merecer a máxima atenção dos responsáveis do desporto nacional e, em particular, dos dirigentes da Federação Portuguesa de Futebol.
A nossa solidariedade por Jorge Baptista e disponibilidade para testemunharmos em sua defesa.

Nota: Possivelmente nada acontecerá a Carlos Queiroz por ser um protegido do comentador Rui Santos.

5 comentários:

Daniel Santos disse...

grande nota de observação.

Hugo disse...

Qual é a lógica de se demitir um seleccionador por um acontecimento que nada tem a ver com o desempenho do seu cargo?
Parece que já esqueceram quem agrediu um jogador da Sérvia no relvado de Alvalade.

Anónimo disse...

Ó sr. Eduardo
Não poderá o título ser Jornalista agride Queiroz?
Terá o Sr. conhecimento que mais ninguém tem até agora?
Considera que o Carlos Queiroz é doido para agredir um jornalista por dá cá aquela palha?

Talvez um pouco de senso na escrita não lhe ficasse mal

joão eduardo disse...

Ser anónimo é bom para se ser malcriado. Não costumo a responder, mas neste caso apenas para dizer a este comentador que tenho a certeza que Queiroz agrediu. Alíás, já em Moçambique como jovem era um tipo inqualificável que resolvia muita coisa à pancada. Vá perguntar aos colegas dele.

a.marques disse...

Permito-me abordar uma questão lateral ao molho da peixeirada; assunto "privado" e não pagamos. Mas é preciso uma romaria de personagens para assistir a um sorteio? Quem paga?