quarta-feira, fevereiro 17, 2010

O SEXTO SENTIDO




Catarina Price*






Desabafo (I)

> Era tão bom que as pessoas conseguissem assumir-se como são e querem ser sem terem de denegrir quem acham que está dois degraus acima não era?
Era.
Principalmente quando a distância é infinitamente maior que isso.

A propósito? perguntam e bem.
A propósito desta maldadezinha mesquinha e pequena que inunda cérebros e posturas, tão a jeito de uma humanidade que arrota postas de pescada sem saber limpar uma espinha.
A propósito da humildade mascarada em cinismo pronta a dardejar como se de arco e flechas ainda andássemos.

Se acham que os outros estão “acima” ergam-se caramba .. não nos arrastem a nós pela lama onde se movimentam.

*Cronista residente

3 comentários:

a.marques disse...

O grande problema é que de muitos dos que aparentemente estão lá bem em cima, quando sacudidos nem postas de pescada, nem espinhas depenadas. Apenas canastras de peixe podre. A inveja é alarvemente muito mais mesquinha e contenta-se em espiolhar e contar os tostões do vizinho pelo buraco da fechadura. Nesta maleita vulgarizadamente tuga, em vez de beliscados, os grandes até são subservientemente adulados.

CPrice disse...

A. Marques não era a esses que me referia. É a todos os que não precisam de banco, suborno, ilegalidade ou falta de honestidade para primar pela diferença. Ainda são vários, felizmente.

a.marques disse...

O meu agradecimento pela atenção que prestou. Confesso que não quis contrariar. Apenas tomei a liberdade de tentar "pontuar" tema tão actual em puro espírito de sã participação.