sábado, fevereiro 20, 2010

'NS' SEM NECESSIDADE


> Ricardo Araújo Pereira concedeu uma entrevista à revista 'NS', a qual vem a público inserida no 'DN'. Ao humorista ainda ninguém ensinou que não se tem graça nenhuma a dizer palavrões. A asneira no humor é a arma dos sem-graça. Ricardo Araújo Pereira que, segundo ele afirmou, "já era um arrogantezeco armado em bom antes de ser conhecido" poderia muito bem ter falado de tudo um pouco sem se mostrar ordinário ao bombear o entrevistador com esta parvoíce: "Quero que a imparcialidade se foda". E a revista não tinha necessidade nenhuma de ter puxado esta frase para título principal. Digo isto, porque tenho aqui um puto ao meu lado que estava a ver a revista e de repente saiu-se com a frase. Um puto que tem sido educado pelos pais e professores no sentido de evitar palavrões. Ora, quando o exemplo vem dos ídolos, não há educação que resista...

4 comentários:

Anónimo disse...

De acordo com o novo acordo hortografico, foda e um fruto vermelho para a salada que o Socrates nao tem.
eheheheheheh

Ze da Labia

a.marques disse...

Deram-lhe corda a mais.

João António disse...

Assino por baixo meu caro, apesar de gostar do humor do Ricardo. Ele é daqueles para quem o contraditório não devia existir, devem ser os resquícios da JCP.
Abraço

Anónimo disse...

Este menino caiu do pedestral quando na véspera das autárquicas deu apoio incondicional a António Costa no programa eleitoral da SIC - esmiuçar....
Gostava que os Gato Fedorento tivessem a coragem de divulgar a agenda política e a conta bancária choruda que encheu com o serviço prestado e a quem beneficiou.
Deixei de ser fan dos Gatos desde essa série de programas e parece-me que não me enganei.