quinta-feira, fevereiro 18, 2010

FALTA DE ORIGINALIDADE






> Aqui vos deixamos em primeira mão a maqueta do novo Aeroporto de Lisboa (Alcochete). Lamentavelmente é uma cópia do aeroporto de Hong Kong. Nem com tantos milhões de endividamento para várias gerações futuras conseguimos construir algo de original...

3 comentários:

manuel gouveia disse...

Se funciona em Hong Kong...

Anónimo disse...

Se o aeroporto de Hong Kong é um caso de sucesso a nível mundial, porque não aprender com os melhores?

O aeroporto não é para ser criativo ou bonito, é para servir com eficiencia quem a ele recorre.

Penso eu de que...

Carlos Portugal disse...

Caro Anónimo:

Só que, para além da estética discutível (os «arquitectos há muito que deixaram de saber desenhar, preferindo ser operadores de CAD), as novas realizações da dita arquitectura primam pela falta de adaptabilidade ao fim a que se destinam. Ou seja, a forma em detrimento da função, o estilo em detrimento do conforto ou da habitabilidade mais básica. Um exemplo crasso disso é a Gare do Oriente, do espanhol Calatrava, que, por ser mais uma escultura do que uma gare, não protege minimamente da chuva se houver a mínima brisa.

Este malfadado e inútil aeroporto é o mesmo, com a agravante de que, com o nosso clima no Estio, as enormes superfícies vidradas torna-lo-ão num forno, requerendo um consumo absurdo de energia para o climatizar. Também, a reverberação dos vidros com o ruído dos aviões torna-lo-ão numa caixa de ressonância (como aconteceu com o de Pequim - e não de Hong Kong).

Mas, para saloiadas e novos-riquismos, os nossos desgovernantes estão sempre prontos.

Cumprimentos.