terça-feira, fevereiro 09, 2010

FALAI DO MAU, APARELHAI O PAU (7)

> O primeiro-ministro condenou hoje a divulgação das escutas no âmbito do caso "Face Oculta" divulgadas pelo semanário "Sol", classificando-a como um “acto criminoso e ilegal” não só “contra a privacidade” mas também “contra a justiça”.

José Sócrates lamentou ainda que “todos os partidos, todos sem excepção” não tenham “criticado esse crime e essa violação da lei” e o “abuso por parte desses jornalistas”. E que em vez disso tenham aproveitado para “atacar os seus adversários políticos” e ao primeiro-ministro “em particular”. “Para esses partidos já vale tudo. Isto é que é pôr em causa o Estado de Direito”.

Sobre o negócio da compra da TVI por parte da Portugal Telecom, José Sócrates disse que todos aqueles que dizem que o Governo tinha conhecimento do caso “estão a faltar à verdade”. E acrescentou: “Mantenho tudo o que disse no Parlamento e que nunca o Governo deu nenhuma orientação à PT para comprar nenhuma estação de televisão”.

Sem comentários: