domingo, fevereiro 07, 2010

ESPELHO

> O que aconteceu com o assistente de treinador Queiroz que agrediu o jornalista Jorge Baptista é um pouco o espelho do que se passa na política. Faz-se o que se quer, mesmo que prepotente e violentamente para agarrar o tacho. E os superiores aplaudem.

"Tem todo o apoio e confiança da Federação..."
Gilberto Madail, presidente da FPF

Diferença:

- Sá Pinto agrediu e demitiu-se imediatamente do Sporting.
- Carlos Queiroz agrediu e é apoiado por Madail para continuar a fazer figuras tristes...

3 comentários:

Jorge Cabral disse...

Há um enorme problema de comportamento e até de postura em Portugal. É que, desde o 1º Ministro até aos "muitos queirozes" que por aí pairam, ninguém distingue o que faz do que pode fazer enquanto figura pública.
E no que respeita a pessoas que ocupam cargos do Estado as coisas por vezes são até piores, porque arrogam-se o direito de agir como se estivessem em qualquer quintal deles ou da avó e assumem posturas totalmente opostas às que deviam permanentemente e sem qualquer excepção, assumir.
Isto parece de sómenos importância mas o facto é que tem uma relevância importantíssima no comportamento da sociedade e nos modelos e exemplos que devemos tudo fazer para imprimir aos jovens.
Depois queixam-se que a juventude é isto e é aquilo?!... basbaques é o que esta porcaria de gente de facto é.

joshua disse...

Tens toda a razão. Também Queiroz ensaia o seu lado impune. Faz escola e é moda ser bruto, ditador, fascista, e continuar de pé.

Abraço!

Kruzes Kanhoto disse...

Os gajos devem ser umas meninas a bater...Nenhum ficou com, pelo menos, um olho negro!