terça-feira, fevereiro 16, 2010

ENSINAR À GRANDE

> Os responsáveis da Universidade Portucalense andaram a gerir o estabelecimento à tripa forra. Foi fartar vilanagem. Um investigador do Ministério Público nem queria acreditar nos cambalachos. Só para terem uma ideia do que falamos, vejam só estas compritas... Depois de analisada vasta documentação e de perícias feitas pela Polícia Judiciária às contas da universidade, o MP concluiu que "no período compreendido entre 1994 e 1997, a cooperativa Portucalense despendeu o valor global de 613.499 euros relativos a pagamentos realizados com cartões de crédito, dos quais 185.187 euros são relativos a pagamentos em lojas tais como Carrefour, Ansilva Joalheiro, El Corte Inglés, Gatsby, Paul&Shark, Eurodisney, Zoomarine, Toys "R" Us, Tapetes de Arraiolos, Campolindo, Auto-Sueco, Perfumaria Marie-Jeanne, To Pou Jewellery & Watch, Companhia de Seguros Mundial Confiança, Molaflex, Spal, Vista Alegre, Inês Pereira e Lúcia Cabeleireiros".

To Pou Jewellery & Watch, ou muito me engano, ou é a lojinha de Macau que vende os colares de pérolas, as pulseiras de ouro e diamantes e os Rolex aos portugas que passam por Macau...

Sem comentários: