quinta-feira, fevereiro 18, 2010

DAQUI A CINCO ANOS

> O governo decidiu criar uma empresa pública para reunir a propriedade e a gestão das escolas públicas. Esta medida traz água no bico. Com tudo o que se sabe sobre empresas públicas, a sua gestão, os seus gestores, os seus cambalachos, os seus desvios de dinheiros para propaganda eleitoral e outros fins, os gastos sumptuosos e os processos judiciais resultantes de toda uma prática à margem da lei, já podem adivinhar o que poderá acontecer daqui a cinco anos: algumas escolas são dadas como muito velhas a necessitar de transferência para um local mais "amplo" e "moderno" e, entretanto, vendem os terrenos valiosíssimos onde se situarem essas escolas (Exemplo: Liceu Pedro Nunes); outras escolas irão passar para empresas privadas sempre com a capa de melhor serviço e por fim, a tal empresa pública que agora é criada será mais tarde uma grande empresa privada. Cheira...

1 comentário:

hell disse...

a educação em Portugal como direito de estado social vai desaparecer: as escolas serão privadas, com um serviço de alimentação privado. Educação e escolas apenas para quem tiver dinheiro. e esta privatização? Os sinais já estão aí há muito: os funcionarios das escolas foram forçados recentemente a assinar contratos em que viram o seu estatuto e funçoes alterados, já não existem cozinheiros, tecnicos, etc os funcionarios independentemente da funçao ou anos de serviço passaram todos a auxiliares. As escolas estão a ser reequipadas e nós estamos a pagar isto para daqui a pouco oferecer tudo a uma empresa que vai ter equipamentos a custo zero e mão-de-obra especializada em categorias inferiores para pagar ordenados minimos e quem sabe despedir a bel-prazer.. Face oculta?! Se calhar ainda estamos apenas na ponta do iceberg