quarta-feira, janeiro 20, 2010

VEM AÍ O TIGRE (1)


> Quem viveu muitos anos da sua vida na China obviamente que directa ou indirectamente absorve muitos elementos de uma cultura milenária bem diferente da ocidental. No que diz respeito à Astrologia, muitos foram os especialistas com quem convivi e discuti directrizes que coordenam os ditames científicos. O meu colega Luís Ortet, residente em Macau, é um dos melhores conhecedores, não-chinês, de toda a complexidade relacionada com a astrologia, muito particularmente com os fundamentos intrínsecos ao Ano Novo Lunar e ao ciclo do Zodíaco chinês.
O novo ano do Tigre vai chegar no próximo dia 14 de Fevereiro e, nesse sentido, o JORNAL DO PAU irá publicando textos alusivos ao tema e às previsões que o Tigre poderá trazer a cada um dos animais do ciclo, que como sabem são o Rato, Búfalo, Tigre, Coelho, Dragão, Serpente, Cavalo, Cabra, Macaco, Galo, Cão e Porco.
A festividade do Ano Novo Chinês e o início do ano astrológico são dois eventos distintos, que pertencem a duas realidades que não devem ser confundidas. O ano astrológico que terá início a 4 de Fevereiro de 2010, portanto dez dias antes do primeiro dia da festividade do Ano Novo Chinês, será dominado pelo signo do Tigre, pelo que a simbologia desse signo estará associada ao ano.
O Tigre é um signo de bravura e de envolvimento apaixonado. Por outro lado, está classificado entre as "estrelas viajantes" da astrologia chinesa, o que significa movimento.
Este ano do Tigre será de uma maneira geral conflituoso, sobretudo na cena internacional, devido à discordância entre os elementos Metal, Fogo e Madeira. O prestigiado astrólogo de Hong Kong, Raymond Lo, teme que se possa repetir neste ano uma situação com algumas semelhanças ao que se passou em 1950 com o conflito armado na península da Coreia e que veio a envolver os EUA e a China.

(continua...)

2 comentários:

Luis Ortet disse...

Caro amigo João Severino, antes de mais parabéns pelo blogue, que é um bom testemunho da tua conhecida vitalidade jornalística.
Agradeço a simpática referência à compilação que faço na revista "Macau", juntamente com a minha colaboradora Ina Chiu, do que dizem os almanaques chineses para o ano do Tigre (2010).
Espero que os visitantes do blogue gostem da informação original que o "Jornal do Pau Para Toda a Obra" lhes está a transmitir pois é muito difícil encontrar em língua não chinesa uma síntese deste género sobre esta curiosa tradição associada à festividade do Ano Novo Chinês.
Desejo ao blogue um bom ano do Tigre!

Luís Ortet
Macau

jes disse...

Obrigado por este comentário, caro Luís.
Há muito que não tinha a satisfação do teu contacto.
Para te ser sincero, os textos que publicarei sobre o ano do Tigre, são uma singela e despretensiosa homenagem à tua pessoa, como grande português de cultura e conhecimento científico fora do seu país. Um exemplo de abnegação e dedicação a causas que só engradecem os homens.

Aproveito para te felicitar pela excelente revista 'Macau' que editas.
Grande abraço