domingo, janeiro 10, 2010

UMA BOA NOTÍCIA


> Ana Paula Laborinho vai dirigir o Instituto Camões, anunciou o ministro dos Negócios Estrangeiros Luís Amado. Até que enfim que o IC vai ser presidido por alguém que entende o que é a grandiosidade da língua portuguesa, incluindo por terras do Oriente e as suas especificidades. Por alguém que sempre respeitou a dignidade do seu semelhante. Por alguém que nunca colocou os interesses materiais à frente dos culturais.
A investigadora do Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa é “uma personalidade que nos dá garantia de ser uma boa gestora do Instituto Camões”, afirmou Luís Amado.
A docente universitária, de 52 anos, tem dedicado a sua carreira à história da Língua Portuguesa no mundo, desde os Descobrimentos à literatura colonial, dando particular destaque à posição do português no Extremo Oriente. A nova directora viveu em Macau (em dois períodos diferentes, num total de onze anos), onde foi responsável pelo Instituto Português do Oriente.

1 comentário:

Pedro Coimbra disse...

Parece que o Monjardino já arrancou cinco pelos ao bigode.
A sangue frio!!
Mas diz que não está aborrecido.
Tá bem abelha!