quarta-feira, janeiro 27, 2010

OS CRIMINOSOS








>
Os funcionários públicos é que pagam as favas. São os criminosos de todo o mal que atingiu este país. São os culpados dos gastos astronómicos que os governantes decidem levar a efeito sem rei nem roque. São os culpados da introdução de milhares de milhões de euros no BPN. São os culpados dos governantes continuarem a optar por carros topo de gama, cartão de crédito gold, despesas de representação e outras mordomias escandalosas. São os culpados de os deputados ao fim de dois mandatos passarem a ter uma reforma vitalícia. São os culpados de existirem subsídios de desemprego em numerário superior a 1,500 euros. São os culpados das reformas elevadíssimas. São os culpados das decisões absurdas para a construção de aeroportos e TGV's desnecessários.
Os funcionários públicos não serão aumentados. Ora aí está a grande decisão reformadora deste governo incompetente. Se o governo socratino quisesse poupar dinheiro sabe muito bem que no respeitante à função pública apenas haveria uma medida corajosa a tomar, precisamente a de acabar com o excedente de funcionários públicos que existem no activo. Que fiquem os bons, os melhores e que mais de metade dos funcionários públicos procurassem outro rumo, seria a lógica de poupança. O que não se admite é que todos aqueles que são excelentes funcionários, que ultrapassam as horas obrigatórias de trabalho constantemente sem serem remunerados, que são de uma competência extrema e de uma eficiência exemplar não sejam contemplados com um aumento salarial justo e mobilizador. Com este governo é a injustiça a toda a prova.

© jes 2010

1 comentário:

Anónimo disse...

O governo poderia começar por acabar com os milhares de avenças escandalosas que proliferam pela administração central e local e que apenas servem para contratar amigos dos amigos e para favorzinhos políticos!!