quinta-feira, janeiro 28, 2010

NO ÉTER DA MINHA RÁDIO (27)



1 comentário:

Pedro Coimbra disse...

Inesquecível!!
Vi várias vezes Peter Gabriel interpretar esta canção.
Sempre com uma qualquer variação, mas sempre com uma emoção arrepiante.