quarta-feira, janeiro 13, 2010

INFORMAÇÃO FALHOU COMPLETAMENTE

> A informação acaba quando a natureza decide. Podem inventar as mais sofisticadas tecnologias de apoio à informação que a mãe-natureza é que decide o que quer. Ontem, cerca das 22.00 horas registou-se um violento e catastrófico sismo no Haiti. A única informação existente referia que o sismo tinha tido uma magnitude de 7,3 na escala de Richter e que o tremor de terra poderia ser de proporções catastróficas.
O JORNAL DO PAU orgulha-se de ter sido dos primeiros a informar (agradecemos os emails a congratular o facto) sobre a tragédia e a referir que na catástrofe tinham morrido várias pessoas.
A CNN e a Sky News estiveram mais de duas horas com a mesma informação. Era menos do que nós tínhamos divulgado. Não dava para acreditar. Onde estavam os satélites? A internet? Os telemóveis? As redes sociais? Nada, de nada, porque as comunicações no Haiti tinham desaparecido com o sismo. A informação falhou a toda a prova.

PS - É triste abrir os jornais esta manhã e verificar que um acontecimento à escala mundial não faz parte das primeiras páginas. Os jornais em papel estão a decretar a sua morte. A preguiça e e a incompetência que os priva de fechar a primeira página à meia-noite provocam estes desalentos aos leitores, o que paulatinamente vai resultando na diminuição de compradores.
Podemos constatar a diferença com Espanha, onde, como podem confirmar na nossa barra lateral, os jornais noticiaram a tragédia na primeira página.

Sem comentários: