sexta-feira, janeiro 08, 2010

DESEMPREGO PODE PASSAR DOS 15 POR CENTO

> O desemprego em Portugal pode cifrar-se no final deste ano "entre os 15 e os 20 por cento", afirmou ao JORNAL DO PAU o economista José Varela Antunes. Este especialista em estudos de mercado e em investigação sobre recursos humanos, salientou que a situação está a agravar-se devido "ao adiamento por parte do Governo de medidas drásticas que relancem a economia mas que não incluam projectos faraónicos, os quais servirão apenas para dar emprego a estrangeiros".
A taxa de desemprego em Portugal foi a quarta maior da zona euro em Novembro, tendo subido 0,1 pontos percentuais face a Outubro, para 10,3 por cento, revela hoje o Eurostat.
Segundo dados oficiais do organismo de estatísticas europeu, no penúltimo mês de 2009 o desemprego continuou a subir também na zona euro, atingindo os 10 por cento no conjunto dos seus 16 países, sendo o mais elevado desde 1998. Em Outubro era de 9,9 por cento.
O economista Varela Antunes, confrontado com estes dados, adiantou que "em finais deste mês de Janeiro estaremos certamente, em números reais, nos 11,5 por cento".

Espanha é o caso mais grave, com a taxa de desemprego mais alta, atingindo 19,4 por cento (também uma subida de 0,1 pontos percentuais face a Outubro), enquanto na Holanda se regista o valor mais baixo, com 3,9 por cento.
No caso português, o desemprego tem vindo sempre a subir desde o início da crise internacional, e a um ritmo superior ao da zona euro. Enquanto nos seus 16 países a taxa subiu 25 por cento entre Novembro de 2008 e Novembro passado (8,0 por cento para 10,0), em Portugal subiu 30 por cento (de 7,8 para 10,3 por cento).

1 comentário:

antonio - o implume disse...

Ó João, esse especialista não foi dos que previu o preço do petrólio a 100 dólares o barril?

É que de profetas da desgraça está o mundo cheio!