domingo, maio 31, 2009

Dobradinha à moda do Porto

O FC Porto conquistou mais uma "dobradinha" ao vencer, hoje no Jamor, o Paços de Ferreira por 1-0, golo de Lisandro aos seis minutos. Parabéns ao FC Porto!

Personalidades

Neste momento estou a sentir-me importante. Tenho ao meu lado duas personalidades. No café que frequento estão o Pedro Santana Lopes e o grande cineasta Fernando Lopes.

Quando um político não tem jeito para empreiteiro

Desde que Jorge Coelho assumiu a liderança da Mota-Engil as acções da empresa desvalorizaram mais de 40 por cento...

Radares

A preocupação do ministro da Administração Interna é a caça às multas. Não o preocupa se a sinistralidade pode diminuir, caso os condutores sejam avisados por SMS das posições dos radares nas estradas. Uma empresa está a ter um grande êxito com a adesão de milhares de automobilistas que acedem ao serviço de aviso onde se situam os radares. O MAI só tem uma preocupação: saber se esse serviço, existente já em vários países da Europa, é ou não legal...

Toma lá click (110)

Norteamos

sábado, maio 30, 2009

A minha vizinha Jodi Gordon foi hoje à praia...

Milhares de professores voltaram à rua

Mais de 70 mil professores estiveram hoje nas ruas de Lisboa a manifestar-se contra o Governo e todas as suas decisões que t~em sido tomadas contra uma das classes mais importantes da sociedade. AQUI

Um país rico...

O amigo

"Cavaco teve 105.378 acções da SLN"

Manchete do 'Expresso', hoje

'Sem eira nem beira' varrida da rádio

dias, o PPTAO salientou que o último êxito musical dos 'Xutos & Pontapés', a cancão 'Sem eira nem beira' que alude indirectamente à má governação do engenheiro, não era transmitida na rádio oficial Antena 1. Afinal, parece que o caso é mais grave. O tema tem direito, hoje, a primeira página do 'Expresso' onde se pode ler que a canção foi "varrida da rádio". Pois...

A cor preta neste vídeo que não se ouve nem vê representa a censura na rádio

O que eles dizem (119)

"Tenho orgulho em ter o apoio da família socialista"

Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia, hoje, no JN

Toma lá click (109)

Hekate

sexta-feira, maio 29, 2009

Bom Fim de Semana!

Deve ter a 4ª classe...

«A permanência dele era embaraçante.»

António Costa sobre Dias Loureiro, no Quadratura do Círculo, SIC-Notícias, ontem

Provedor já fez a mala

O provedor de Justiça Nascimento Rodrigues prometeu e cumpriu. Se não arranjassem um novo provedor para o substituir, ir-se-ia embora. E vai. O 'Expresso' online adianta que Nascimento Rodrigues bate com a porta para a semana. Uma vergonha para este sistema dito democrático.

Moribundíssima

Moribundíssima. A Teresa Guilherme ou a SIC? Pelo que leio na revista 'Notícias TV', suplemento do DN, a SIC está de rastos. A Teresa dá um arraso na SIC que já tenho dúvidas se não serão complexos da idade. As produções de TG sempre foram do mais piroso no mundo da TV portuguesa e a SIC começou a perder audiências devido a essa pirosice. A SIC pode estar farta dela e a verdade é que estão a negociar a sua saída. TG nas afirmações que faz diz que a SIC está "moribundíssima" e que o problema da estação de Carnaxide "é não ter um chefe".
TG passa das marcas e numa de graxa ao José Eduardo Moniz afirma que este é que é bom, que tem uma estratégia e que por isso é que a TVI tem público. TG surpreende os leitores ao afirmar que "não dou nem um ano" à televisão da Impresa.
Será que Balsemão foi à falência? Tenho aqui no bolso um euro que posso emprestar ao Francisco...

Sondagens

Na quarta-feira referimos aqui que o resultado de uma sondagem publicada no 'Correio da Manhã', que dava o PS sete pontos à frente do PSD, era falsa. Hoje, o 'Expresso on line' anuncia que se mantém um empate técnico entrte Vital Moreira e Paulo Rangel.

Toma lá click (108)

O Blasé

Roubalheira

Um homem em pânico só faz asneiras. É o que acontece com o candidato do PS ao Parlamento Europeu Vital Moreira. Ao entrar em pânico num momento em que as sondagens apresentam o PSD à frente das intenções de voto, o professor que abandona os seus alunos, decidiu, ontem, ofender e entrar em guerra contra todos os dirigentes e militantes do PSD. Acusou que a "roubalheira" no BPN foi obra do PSD.
O homem tem pouca memória e já apagou dos arquivos da História de Portugal no mundo o que foi a "roubalheira" do PS em Macau.

Vital Moreira sabe tanto do que fala que a discursar em Évora nem sequer mostrou conhecimento das decisões tomadas por José Sócrates e Manuel Pinho. Vital anunciou que as Minas de São Domingos vão reabrir como uma medida importante deste Governo. Acontece que o homem que não tem jeito nenhum para estas coisas, deixou todos os presentes perplexos porque as minas que vão reabrir são as de Aljustrel...

quinta-feira, maio 28, 2009

Chulos

O Governo já não sabe como nos sugar mais. Agora até decidiu decretar um novo imposto sobre todos os cidadãos que comprem quaisquer lotarias da Santa Casa, incluindo o Euromilhões. Chulos!

Até que enfim...

... que aparece alguém inteligente a propor o voto obrigatório em eleições. Nunca conheci país mais democrático que a Austrália e lá, o voto é obrigatório. Parabéns a Carlos César. E não me venham com a treta da liberdade. Liberdade é precisamente a conquista de se poder votar. Ao não votar, abre-se a porta a um qualquer ditador, mesmo que tenha a capa de socialista. AQUI

Nonsense

Duas trapalhadas: BPN e Freeport. Sobre o BPN reclama-se aos sete ventos pela demissão de Dias Loureiro do Conselho de Estado. Sobre o Freeport reclama-se de José Sócrates o quê?

Queda socialista

José Sócrates: a descer nas sondagens
Vital Moreira: a descer nas sondagens
Vítor Constâncio: a descer as escadas...

Os gémeos (42)






- Ó Pedro Silva Macieira!
- Diz, Zézito!
- Quem é que ampara hoje o Vital?
- Já só temos o Alegre...

Afinal, os advogados...

Não me digam que o bastonário Marinho e Pinto afinal tem razão quando afirma que existem advogados corruptos. E eu a pensar que Marinho é um inventor de histórias, um "bocas" a destituir do palanque, um arruaceiro que desrespeita jornalistas conceituadas que trabalham na sombra dos maridos...
Afinal, a polícia visitou uns escritórios de advogados e descobriu toda a documentação relacionada com as falcatruas, corrupção e ilegalidades referentes aos processos do BPN com Porto Rico. Diz quem viu a papelada que as prisões podiam ficar cheias...

Coimbra está parva

A comunidade académica coimbrã está incrédula. O professor Vital Moreira era suposto dar aulas na Faculadade de Direito da Universidade de Coimbra. Não dá.
Era suposto entregar os sumários aos alunos. Não entrega.
Era suposto participar nas reuniões do Conselho Científico da Faculdade. Não participa.
Era suposto estar presente nas provas orais. Não está.
O professor que nada ensina, prefere andar na propaganda por um tacho melhor remunerado no Parlamento Europeu, com uma agravante: nunca mais põe os sapatos na Faculdade...

Bom exemplo, sem dúvida, de dedicação (remunerada) ao ensino...

PS - Não se esqueçam de votar em gente deste tipo para que o país avance a caminho da "bomba relógio" tal como alerta a Amnistia Internacional.

Benfica cristão

Todos ao molho e fé em Jesus, é o novo slogan do Benfica. Ao molho, ponto e vírgula, porque Rui Costa não quis assistir ao jantar de ontem que ligou o treinador Jorge Jesus a Luís Filipe Viera e sagrou o homem do Sporting de Braga ao clube da Luz para a próxima temporada. E o Quique? À boa moda de Vale e Azevedo, alguém há-de pagar...

quarta-feira, maio 27, 2009

Boa, Michelle!


A menina bonita do ténis português está a fazer furor no torneio Roland Garros. Boa! Michelle Brito, com apenas 16 anos, eliminou a 15.ª melhor jogadora do mundo e ficou apurada esta quarta-feira para a terceira ronda do torneio.

Prós & Prós



Foi noticiado ontem pelo Hoje Macau que o programa da RTP "Prós & Contras", apresentado por Fátima Campos Ferreira, vai voltar a Macau. Desta vez a propósito da comemoração do 10º aniversário da transferência de soberania do território para a R.P. China. Agora pergunto eu: para quê? Que interesse tem vir cá mais uma vez este programa já de si tão desinteressante da primeira vez que cá esteve? Para dar protagonismo aos mesmos de sempre? Para que uns se possam dar a conhecer (outra vez) ao grande público português e os outros tenham os seus dois minutos de fama bem medidinhos? Ó mãezinha, ó tiozinho, programem o gravador que eu vou aparecer. E se o programa se chama "Prós & Contras", alguém acredita que alguém vai estar "contra" alguma coisa? Que se vão falar dos problemas de Macau e da comunidade portuguesa a residir no território? Vai ser outra vez uma ladainha sobre a perfeita integração, da convivência de culturas, e todas aquelas tretas que já entram por um ouvido e saem pelo outro. Acho bem que de vez em quando a malta lá em Portugal se lembre de Macau e venha aqui filmar isto que afinal "é muito giro", mas que para o grande público português tem o mesmo interesse que as obras da Sé de Goa. Aproveitem agora a efémera glória das câmaras de televisão, meus queridos. Uma vez de volta ao sayong, é o anonimato e a mediania.

O ridículo mora em Lisboa

A temperatura subiu nos termómetros e em Lisboa chegou aos 30 graus. E o ridículo viu-se logo nas ruas: meninas e mulheres de blusinhas de alças, grandes decotes, barriguinhas à mostra, cheias de calor, à fresquinha, mas com botas altas de Inverno...

Dias pode emigrar

Dias Loureiro pediu a sua demissão de conselheiro de Estado. Segundo um amigo meu porto-riquenho, o homem que nada sabe das fraudes no BPN pode emigrar para Porto Rico...

No banho


A Jennifer Lopez esteve a tomar banho. E ofereceu-me a foto...

Toma lá click (107)

A Senhora Sócrates

Sondagem que mente

O 'Correio da Manhã' publica hoje uma sondagem que dá vantagem ao PS em 7% relativamente ao PSD, no que respeita às eleições europeias. Eu garanto que este resultado não corresponde à verdade e que todas as sondagens sérias realizadas nos últimos dias dão como resultado um empate técnico PSD-PS com uma ligeira vantagem para o PSD.
O PPTAO apresentará mais uma sondagem verdadeira antes das eleições. Os nossos colaboradores já estão no terreno a compilar o inquérito. Informam-me que a sondagem será efectuada hoje, amanhã e sexta-feira. Vamos ver.

Dias e dias...

1. Oliveira e Costa participou numa maratona parlamentar e para lamentar. A ser verdade tudo o que o ex-presidente do BPN proferiu diante dos deputados estamos perante factos muito graves que chamuscam muita gente. Gente de bem? Não! Simplesmente uma camarilha que nos tem governado política e economicamente e que participou activamente na desgraça a que assistimos pelo país fora nos mais diversos sectores. Quando se fala em desemprego, a responsabilidade tem a ver com esta pandilha que andou a abrir fábricas de lavagem de dinheiro por todo o lado. Quando se aborda a crise, é com eles. Quando se referem as falências e insolvências de empresas, é com eles. Quando se noticia o encerramento de Qimondas e Autoeuropas, é com eles. E eles, como referiu Oliveira e Costa, têm nomes. E se juntarmos todos os nomes o relambório é vasto e abrangente. De tal forma abrangente que até pode chegar a figuras ligadas a um simples lançamento de livro biográfico de um líder partidário.

2. O caso Dias Loureiro e Joaquim Coimbra quase que ultrapassa o limite do compreensível. Loureiro é conselheiro de Estado e sempre foi um dos homens do Presidente Cavaco Silva. Joaquim Coimbra é um homem forte na nomenclatura do PSD e chegou mesmo a participar na destituição de Luís Filipe Menezes. Dois poderes que têm exercido um poder efectivo em várias frentes. Loureiro teve o desplante de ameaçar Oliveira e Costa de uma forma obsoleta "Veja lá como me trata. Quando me hostilizam eu não sou para brincadeiras". Este exemplo, é bem tradutor do tipo de gentinha que tem "mandado" nos destinos das políticas desastrosas em Portugal.

3. Abordando um tema desta gravidade, naturalmente que há matéria que salpica para o Presidente Cavaco Silva, que sempre se assumiu como grande amigo de Dias Loureiro e seus pares de negociatas. Cavaco Silva escolheu este homem para conselheiro de Estado e nunca se distanciou dele após se saber de todas as falcatruas existentes num banco onde o próprio Cavaco também depositou o seu dinheiro e onde os juros estranhamente eram mais elevados que em outras instituições bancárias. Há que chamar os bois pelos nomes e de uma vez por todas sermos sérios e exigirmos que rapidamente Oliveira e Costa deixe de estar sozinho na prisão.

terça-feira, maio 26, 2009

Oliveira e Costa no Parlamento (5)

Oliveira Costa acusou Dias Loureiro de ter mentido quanto ao teor das suas declarações sobre a reunião com António Marta, ex-vice-presidente do Banco de Portugal, a propósito do BPN.

Oliveira e Costa no Parlamento (4)

São 18.30 horas. Oliveira e Costa fala no Parlamento em muitos pormenores sobre a SLN. Com tais pormenores a sessão deve acabar às 5 da manhã. Já não tenho pachorra para o ouvir.

Oliveira e Costa no Parlamento (3)

O ex-presidente do BPN afirmou aos deputados que a sua ida a Porto Rico com Dias Loureiro foi efectivamente para finalizarem negócios de aquisição de máquinas, tipo ATM. Oliveira e Costa falou dos problemas de máquinas, cartões, chips e processos secretos.

Há pouco tempo também o Governo fez a aquisição de máquinas que movimentam dinheiro com cartões magnéticos para os refeitórios do Estado, um processo que ainda está um pouco obscuro...

Oliveira e Costa no Parlamento (2)

"Em certos sítios o doutor Dias Loureiro chegou a apresentar-se como presidente do BPN", disse Oliveira e Costa aos deputados.

Oliveira e Costa no Parlamento (1)

O ex-presidente do BPN, Oliveira e Costa está na Comissão de Inquérito da Assembleia da República a prestar declarações.
Já disse que nunca foi prometido o lugar de vice-presidente a Dias Loureiro.
Então, um dos dois mente...

Este veio de onde?...

Toma lá click (106)

Designorado

Desânimo

dias que gostaríamos de ficar a dormir o dia inteiro. Abrimos os olhos e sentimos um grande desânimo, especialmente quando sabemos que nos vão continuar a enganar, a explorar e a abusar da nossa sapiência e experiência...

50 seguidores

Meia centena de pessoas que seguem este blogue é obra para todo o pau... Quero aqui enviar um grande abraço de agradecimento a estes 50 seguidores do PPTAO.

Parabéns!

Os nossos aplausos para quatro portugueses que no estrangeiro engrandeceram o nome do seu país. Para Michelle Brito e Rui Machado, dois tenistas que em Roland Garros passaram à segunda ronda do torneio parisiense, o que acontece pela primeira vez com tenistas portugueses. Para João Salaviza, o primeiro português a ganhar a Palma de Ouro em Cannes, com o seu filme 'Arena'. E para Nelson Évora que no Brasil passou para a frente do ranking mundial no triplo salto, mostrando mais uma vez o seu valor de ouro.

Menina Alexandra já leva sovas

Um tribunal português decidiu entregar a menina Alexandra, criada por pais afectivos durante cinco anos, à mãe biológica russa e enviá-la para a Rússia sem saber uma palavra de russo.
A televisão russa mostrou já uma reportagem onde se vê a mãe, possivelmente embriagada, a bater na menina com violência. Que grande justiça...

Hoje nas bancas

segunda-feira, maio 25, 2009

Para quando?


Quando é que teremos alguém inteligente no Governo que decida a existência de matrículas personalizadas? À semelhança de muitos países, esta é uma boa forma do Estado recolher avultadas quantias. E em tempo de crise do que é que estão à espera?

De um engenheiro da Independente...

Toma lá click (105)

Só Falta um 31 na Minha Vida

Cagança

Presidente da Câmara Municipal de Gondomar, presidente do Boavista, presidente da Liga de Clubes de futebol, homem forte do Metro do Porto, barão do PSD, amigo íntimo do Presidente da Guiné-Bissau, tu-cá-tu-lá com primeiros-ministros e Presidentes da República, o major Valentim Loureiro era apresentado nos jornais e nas televisões quase como o “rei” do Norte. O seu poder, a sua astúcia e a sua influência conseguiram que o seu Boavista chegasse a campeão nacional. O seu Gondomar também obteve resultados históricos.
Valentim Loureiro falava de alto. “Quantos são, quantos são?”, frase que passou a ser a sua imagem de marca.
Um dia, ficou-se a saber que alguns árbitros comiam “fruta” e apitavam com ruído de ouro. O ambiente nas hostes da nomenclatura Loureiro começou a perder fulgor e a opinião pública ficou desiludida com o dirigente político-desportivo. Frequentou tribunais, discutiu com entrevistadores, zangou-se com políticos, entrou em queda súbita.

No passado domingo, o clube de futebol de Gondomar foi despromovido para a Segunda Divisão e no Estádio do Bessa, um adepto do Boavista, com a lágrima a um canto do olho e ao ver o seu clube derrotado copiosamente pelo Sporting da Covilhã e a baixar para a mesma divisão menor, balbuciou: “Que triste espectáculo… e para que serviu no passado tanta cagança do major?!”.

Vale e Azevedo leva 11 anos

O Tribunal da Boa Hora, em Lisboa, condenou hoje o ex-presidente do Benfica João Vale e Azevedo a um cúmulo jurídico de 11 anos e meio de prisão pelas diversas condenações já sofridas.

São Martinho do Porto é uma vergonha






Em pouco mais de 15 minutos de chuvas torrenciais em São Martinho do Porto a localidade ficou inundada. A população está revoltada com a edilidade pelo mau trabalho que tem sido executado no âmbito das infra-estruturas.
Uma cidadã ali residente enviou uma carta ao presidente da edilidade, a que o PPTAO teve acesso, e que reza assim:

Senhor Presidente Sapinho

Eu não o conheço.

Nunca o vi.

A minha mãe também não.

Ela até diz que nunca votou em si.

O meu pai, que diz que Portugal fica entre o País Basco e Marrocos, nunca votou.

Mas agora vão todos votar no Senhor.

E eu, quando for grande, também.

É que estamos muito contentes consigo.

Sabe porquê?

Por causa das obras que foram feitas aqui em S. Martinho.

O Senhor é muito bonzinho.

A minha avó diz que o Senhor tem um coração muito grande.

E tem.

Oferecer a cada eleitor de S. Martinho do Porto uma piscina… é muito!

Não esperávamos tanto.

O Senhor não é como os outros políticos: prometem, prometem… e não cumprem!

Não!

O Senhor nunca nos prometeu piscinas individuais, mas deu-nos!

O senhor não nos prometeu nenhuma piscina municipal… e ofereceu-nos uma piscina olímpica no Largo Vitorino Fróis e redondezas.

O Senhor Américo do Café Samar também está muito contente consigo e com as suas obras: graças a si, ele tem o único café aquático do planeta. Os clientes dele, que agora são quase todos ingleses, hoje estavam também muito felizes consigo! Graças a si e às suas obras, hoje estavam a comer sentadinhos e com a água pelos joelhos.

Também só o Senhor conseguia um sócio tão bom: o S. Pedro.

Realizam um bonito trabalho de equipa: o Senhor deu-nos as piscinas e o S. Pedro enche-as.

Obrigada pelas piscinas.

Andei tanto tempo a pedir uma piscina à minha mãe… e agora… já a tenho mesmo à porta!

Obrigada!

O Senhor é único!

As suas obras são baratas e únicas!

Quando for grande, quero ser como o Senhor!

Beijinhos da sua nova fã

Sãozinha

domingo, maio 24, 2009

Condutor de domingo...

Dedo chinês...

Breaking news (63)

Na Madeira caiu uma avioneta.

Desafio (18)


A Paranóia das Previsões








Jorge Cabral





Somos amiúde encharcados com as mais diversas estimativas acerca do futuro. É de tal forma que a vida do País, e por conseguinte, a nossa também, parece estar pendurada numa forma de adivinhos que ora tenebrosamente, ora em tom festivo, anunciam respectivamente o Apocalipse ou a “Boa Nova”. É um autêntico carrocel de números que quando confrontados com a realidade pouco ou nada dizem, ou melhor, dizem-nos que quem os diz nunca os devia dizer e nem sequer lhe devíamos ter dado a chance de o fazer. Com efeito, como já não chegassem tais previsões, somos ainda massacrados com as correcções sistemáticas das mesmas, dado as primeiras nunca estarem certas.
Se atentarmos no que está por detrás da obtenção de tais números maquiavélicos facilmente nos apercebemos dos milhões de euros que todos os meses isso custa ao País e a enormidade de horas de trabalho inútil que representam. E para quê? Desculpem-me os génios da economia, mas eu gostaria de saber para quê? Só se for para desacreditar quem os divulga, mas até para isso são desnecessários porque tal é impossível; já não podem ser mais descredibilizados do que o que já estão.
O paradigma desta completa tontaria é o actual ministro da Agricultura. Nunca esta área esteve tão mal, mas esse senhor quando é questionado tem números que nunca mais acabam. Agricultura não há e os agricultores estão na completa miséria, o País compra no exterior, quase tudo o que consome e das pescas nem é bom falar-se, mas números e previsões não são coisas que nunca faltam. E mais ou menos, assim vai o País nas restantes áreas: - na Educação, os índices de alfabetismo mudam todos os dias e as previsões são as melhores mas quanto à Educação é o que infelizmente se sabe, os tristes casos recentes com a expressão máxima numa louca que se pretendia que ensinasse História, são bem elucidativos dos resultados com que podemos contar: - da Economia, do Trabalho e das Finanças é até melhor não dizermos nada para não estragarmos mais o dia aos nossos leitores e colegas de blogue.
Outra vertente em que esta doença é visível é na área financeira, com especial relevância para o Banco de Portugal. O seu governador (o assalariado mais bem pago do País) tem números, índices, ratios e previsões para tudo. Nada daquilo tem qualquer préstimo como se provou recentemente. Estas autênticas masturbações de números obnubilam esta gente quanto à verdade que é o país real e como consequência disso, não podem deixar de suceder as catástrofes resultantes de não se trabalhar a realidade, em prol dela e no concreto, fiscalizando, corrigindo, verificando, mas sobretudo melhorando através de uma estratégia pedagógica permanente, que tenha como objectivo único a optimização dos sistemas, das práticas, dos serviços e das instituições, sempre com vista ao bem do País como um todo.
Na realidade nada disto acontece, o batalhão de gente que engendra permanentemente estes números mentirosos e logo a seguir os que os vêm desmentir e assim por diante numa espiral de autêntica loucura, nem produzem nada que interesse ao País, nem deixam muitas das vezes que alguém o faça, porque encavalitados em pressupostos falsos, é comum desviarem-se dos rumos razoáveis que deveríamos colectivamente seguir. Não é por acaso que o País está assim.
Mas há até aspectos que se não fossem preocupantes poderiam fazer-nos rir pelo caricato que encerram. Já repararam todos que os agentes desta cabalística engrenagem quando divulgam a alteração de um cagagésimo relativamente aos seus homólogos anunciados semanas ou dias antes, o fazem com a mesma douta postura de quem nunca falha e como se estivessem a revelar os segredos da vida eterna? Com franqueza, será que esta malta se droga???
Em vez de se emaranharem em tudo isto, senhores ministros, pensem é, cada um na sua área em como fazer, NO CONCRETO, dia a dia, hora a hora, um País melhor, para que nós, que deveríamos estar na primeira linha das vossas preocupações possamos recuperar a dignidade como portugueses e a esperança de uma vez por todas esquecermos a vergonha em que nos colocaram, por sermos quase que fatalisticamente os mendigos e alvos da chacota permanente dos nossos “doadores”.

Alegre na reforma

Vasco Pulido Valente já atirou com Manuel Alegre para a reforma devido "à idade". É o que se pode ler na entrevista que hoje concedeu ao DN. Fiquem com algumas passagens de interesse:

""O caso Freeport tem tapado as políticas do engenheiro Sócrates. Quem é que fala hoje, por exemplo, nas histórias do autoritarismo de José Sócrates? Ninguém fala nisso! Quem é que fala nos resultados efectivos do Simplex? Ninguém fala! Eu podia fazer aqui uma lista que nunca mais acabava! Ninguém fala nisso e vai ser julgado por coisas que não devia ser,por não fazer mais que promessas"

"Manuel Alegre foi para a reforma e pronto. Acho muito bem, já está com idade"

"Paulo Portas é a pessoa mais mal conhecida do glossário político português. Foi diabolizado, mesmo pela imprensa moderada, o que é injustíssimo com ele. Ninguém o conhece"

"O Santana Lopes é um político dos pés à cabeça, um político nato, que é humilde e que quando perde vai para o lado onde possa ganhar. A política é a vida de Santana Lopes. Se for preciso, acaba a candidatar-se a uma junta de Freguesia"

"As pessoas não podem ser íntimas e depois contarem coisas"

sábado, maio 23, 2009

Importante...

José Sócrates deslocou-se a Espanha para participar num comício do PSOE com o líder Zapatero. Em Portugal a rádio e a televisão falam do evento como se tivesse sido um acontecimento mundial.
Nos sites dos jornais espanhóis 'El País' e 'El Mundo' não se vê uma palavra sobre o assunto...

Belmiro arruina produtores de leite

Do leitor António Silva recebemos este texto:

Admiro o Sr. Belmiro de Azevedo pelo gestor que é, mas há coisas intoleráveis e que ajudam a destruir o que resta do tecido empresarial português. A Sonae tem vindo a verticalizar o seu negócio, isto é, começa a fabricar, distribuir e vender os mais variados produtos utilizando para o efeito as suas marcas próprias. Um exemplo é o leite de marca "é" que publicita a um custo de €0.39 e que compra a uma empresa alemã, mas cuja origem supõe-se ser polaca. Comprou 1 milhão de litros de leite para vender a este preço e agora temos milhares de produtores de leite nacionais ainda mais arruinados, com o preço do leite a baixar e sem saber o que fazer ao leite que produzem, simplesmente porque não o conseguem escoar e praticar os mesmos preços dos seus congéneres que o vendem a uns €0.16 contra os €0.33 dos portugueses. Nem sempre se justifica o lucro desenfreado como a Sonae e outros grupos procuram, porque isso implica destruir o pouco que ainda se vai produzindo por cá!

Já me ri hoje...

Se vocês tivessem ouvido José Sócrates a discursar em espanhol fartavam-se de rir. Especialmente quando Sócrates acha que o português "es mui semelhante" à língua espanhola...

Desafio (17)


É só PARALELISMO







Jorge Cabral



Digno de um fantástico artista circense assistimos há algum tempo a um número de contorcionismo da palavra, diga-se, inigualável pelo menos em imaginação e em falta de vergonha.
No comportamento das petrolíferas a dita Autoridade para a Concorrência não conseguiu descortinar qualquer acção concertada entre as principais entre as preponderantes, nada disso! É só “paralelismo”! Que extraordinária coincidência conseguir-se algo geométrica e matematicamente tão difícil, quase impossível, sem haver conluio. Esta gente, “inventa mas nem as cogita”, como diria um saudoso meu amigo e colega de faculdade que há muito não vejo.
Na realidade eu acho que “eles” nem se apercebem das enormidades que proferem. E a piada é que a maioria dos portugueses as engolem! Tudo isto soa a delirante.
Com a ajuda de mais uma inutilidade de um dos mais inúteis ministros do actual Governo, vejam a que ponto chega o dito “PARALELISMO”. Teve o dr.Pinho a luminosa ideia de inventar uns placares que nos informam que não vale a pena alimentarmos qualquer veleidade em contornar o que as petrolíferas nos impõem. Com efeito a nossa liberdade de escolha não existe, porque mais uma vez o “PARALELISMO”, por mera coincidência, definiu preços, pasme-se, iguais. Que raio de “PARALELISMO… parece mesmo “COINCIDENTE”, mas não é, nós é que não conseguimos descortinar a diferença. A culpa foi do analfabetismo do Salazar, somos uns torpes incultos.
O que já não tem piada nenhuma é o facto das INUTILIDADES a que acima me refiro, terem custado umas largas centenas de milhares de euros que teremos que pagar sempre que formos abastecer. Quanto a isto que não haja qualquer dúvida.
Portanto, tudo quanto andámos a dizer até agora, era tudo falso (tal como o “bife” que veio dizer que o que tinha dito na gravação era tudo mentira), também nós, face à prova supra temos que confessar o nosso “lapso”.
E para mostrar com mais verdade o nosso engano temos até outro facto. Nas Caldas da Rainha os combustíveis, também por milagre do tal “PARALELISMO” são os mais baratos do país. E porquê? Por uma simples razão chamada PRIO que é a distribuidora de combustíveis do Grupo Jerónimo Martins. Com efeito, junto ao Feira Nova, naquela cidade há uma bomba que impôs às restantes marcas a necessidade de baixarem os seus preço, as quais, mais uma vez o fizeram em “PARALELISMO”, neste caso, Regional.
Ou seja, neste País, ninguém tem comportamentos que justifiquem ofender as suas “mãezinhas”. Eles não são nada disso! Também é só “PARALELISMO”.

Lusa triste

O ambiente na agência Lusa deve andar muito triste. Quando um alto responsável da agência noticiosa se preocupa em enviar-me um comentário a insultar-me porque publiquei uma notícia citando que a informação era de um jornal, algo vai mal no reino do absurdo.
O alto responsável veio todo espicaçado informar-me que a origem da notícia era da Lusa. O tal amigo de Sócrates, que tem vindo a acumular tachos por compadrio e chantagem (à semelhança do que aconteceu em terras do Oriente), esqueceu-se que eu não sou rico para ter acordos com a Lusa, a fim de a mesma me fornecer as notícias diárias. O homem é mesmo cego...

Passagem do comentário oportuno enviado por José Martins (Banguecoque):

12 milhões de patacas

(...) Bem me recordo há 20 anos, o meu amigo João Barradas, me informou (já eu correspondente da Lusa em Bangkok) que a Lusa em Lisboa era sustentada pelo Governo de Macau e já nessa altura (segundo me disse o João) cerca de 12 milhões de patacas iam direitinhas para a sede em Lisboa. (...)

Desafio (16)


Basta!!!







Jorge Cabral




A vida da maioria dos portugueses é hoje e cada vez mais uma sucessão de sacrifícios e de temores. Pelo amanhã, pelo futuro dos seus filhos e netos, pela garantia de satisfação de necessidades elementares do quotidiano, e até pela preservação da esperança ou do que resta dela.
Não obstante, o comportamento dos políticos em geral, continua arrogante, presunçoso, incompetente e marcantemente irresponsável. É já tempo de acabarmos com esta charanga que nos consome e conduz o País a um inevitável desastre de graves consequências. Não para eles, sobretudo para os chafurdões que se têm desavergonhadamente aproveitado do poder que lhes foi confiado para desígnios totalmente opostos! Esses, quando chegar o toque da cavalaria, já estarão refastelados em qualquer praia da tropical com uma resma de serviçais em seu redor pagos pelo dinheiro que roubaram a cada um de nós, contribuintes. Nessa altura, meus amigos, seremos nós, os que agora já pagam com o seu difícil dia a dia, que terão que pagar mais uma vez.
Eu só não entendo é como esta gente deixa chegar tudo isto tão longe! Em qualquer outro País civilizado estes aldrabões de meia tigela já estariam a prestar contas a quem, sendo pago (também por nós) para isso, tem a responsabilidade de as pedir em nome do Estado. Mas aqui, é insultuoso como tudo continua como se nada acontecesse!
O exercício da política neste País está muito abaixo do inadmissível. Desde autarcas e ministros comprovadamente corruptos, a uma imensidade de idiotas irresponsáveis e aldrabões, o rosário é longo. E de pouco adiantará contentarmo-nos com os poucos bons e sérios que existem, porque na política NÃO É ADMISSÍVEL A TÍTULO ALGUM QUE EXISTA UM SÓ DESONESTO OU INDIGNO e há-os em enorme número! Estes são a razão da podridão nauseabunda a que chegámos e é deles que temos que tratar.
Já não interessa falarmos. Isso não os incomoda minimamente. O Zeca, antes fazia mossa! Pelo menos havia alguma vergonha. Hoje, bem podem os Xutos lançar letras incisivas e acutilantes, que isso mais não gera que um sorriso de desdém desses cafagestes.
É tempo da sociedade civil se organizar e terminar com esta dança escabrosa e chocante. Eles já não só “dançam no pinhal do rei” como o dizimam deixando-nos o deserto. E eu confesso… pela minha parte não me reconheço qualquer inclinação ou jeito para Tuaregue ou Bosquímane.

Rui Severino volta a ganhar em Darwin

O único treinador português de cavalos de corridas a galope na Austrália é o meu filho. E por isso estou feliz. O cavalo 'Niggle' treinado por Rui Severino acaba de vencer mais uma corrida importantíssima no hipódromo de Fannie Bay, em Darwin. Parabéns, Gijo!

Race - 4

CAMP QUALITY GIGGLE GALLOP-C3 1000m: 2.00 fav NIGGLE (b g 3y Danzero - Donna Dior. Trainer: R Severino) 56.5 carr 54.5 (S Hillebrand) 1, 8.00 BABY DEAN 55.5 (R Oakford) 2, 4.20 HIGHTOU 59.5 (P Shiers) 3.
Then followed: 10.00 Slick Spirit 15.00 Cullen's Shadow 31.00 Shiraz Jazz 7.00 Light Belle 4.20 Supremator 31.00 Iris Jean last. All started. 2-1/4 len, len. Time: 0:58.30. (No sect time).

sexta-feira, maio 22, 2009

Marinho e Pinto perdeu a cabeça com Manuela Moura Guedes

No Jornal Nacional de hoje, na TVI, Manuela Moura Guedes introduziu o tema da divergência que reina no seio da Ordem dos Advogados. De início, assistiu-se a uma reportagem sobre o bastonário Marinho e Pinto que apenas ouviu os seus críticos. Em directo no estúdio, Manuela ao tentar entrevistar o bastonário começou a tecer considerações acusatórias contra ele e a discussão acabou por passar das marcas e de se assistir à indignação e revolta do bastonário pelo comportamento da apresentadora. Marinho e Pinto perdeu a cabeça e totalmente enervado acusou Manuela Moura Guedes de andar constantemente a desrespeitar o código deontológico dos jornalistas acusando sumariamente várias pessoas. A discussão entre os dois foi de tal forma grave e vergonhosa que a TVI acabou por interromper a palavra do bastonário e apresentar um intervalo com publicidade.


Fechem a RTP

A RTP (canal de televisão nacional) não faz falta nenhuma. Existem duas estações privadas generalistas e chegam bem para as encomendas. O cabo oferece centenas de alternativas.
O que não se pode admitir (nem sustentar) é que a RTP tenha uma dívida que está 94 milhões de euros acima do previsto.
O Estado já deu 1,6 mil milhões de euros à RTP desde 2002. Isto não pode continuar à nossa custa.

Não se riam (96)

"Estou a trabalhar para que haja aeroporto em 2017"

Mário Lino, ministro das Obras Públicas

Rádio sem eira nem beira

Não se percebe por que razão a Antena 1 não transmite nem uma vez a canção dos Xutos & Pontapés que maior êxito está a obter nas vendas ao público. "Sem eira nem beira" é do agrado geral, mas a rádio do Governo censura-a...

Injustiça ao provedor

O provedor de Justiça é um homem injustiçado. Ao tempo que Nascimento Rodrigues quer ir para casa e não há maneira de o deixarem. Na Assembleia da República ninguém se entende e ainda não foi hoje que conseguiram eleger o novo provedor. Na eleição realizada esta manhã, o candidato do PS, Jorge Miranda, obteve o maior número de votos mas a novela terá de continuar para uma segunda volta.

Fascista! Fascista! Vai-te embora!

Os alunos da Escola de Artes António Arroio vaiaram o primeiro-ministro José Sócrates quando este efectuou, hoje, uma visita ao estabelecimento na companhia da ministra da Educação. Os alunos gritaram vários impropérios e assobiaram Sócrates, em protesto contra umas obras desnecessárias que o Governo se propõe fazer, quando o mais importante naquela escola é o material escolar que não existe. José Sócrates foi obigado a fugir pela porta dos fundos...

Portas blindadas

Paulo Portas no que tocou aos submarinos foi o que se sabe. Agora, o DN apresenta uma manchete que envergonharia até o Saddam Hussein. Os blindados que custaram 30 milhões de euros estão parados há ano e meio com defeitos de fabrico...

Como é que há-de haver dinheiro para os 200 mil desempregados sem subsídio?...

Cavaco chateado

Tinha de ser. Não me surpreendeu que da Presidência da República tivesse saído a informação de que o Presidente acha "inaceitável que alguém seja processado" por se queixar. Ontem, aqui no PPTAO manifestámos a nossa repulsa pelo processo disciplinar e queixa-crime de que foi alvo o enfermeiro do Hospital de S. João que tinha enviado uma carta a Cavaco Silva a queixar-se de estar a ser perseguido.
Esperemos que o Presidente puxe pelos galões e que consiga mandar arquivar a vergonha praticada pela administração (socretina?) do hospital.

Rocha Vieira em Macau

O último governador de Macau, Rocha Vieira, vai visitar Macau e a China no próximo mês de Junho, segundo li no diário macaense 'Hoje Macau'.

O general devia estar quietinho na Quinta do Patiño, a gozar as suas mordomias, dando umas tacadas de golfe e deixar o tempo esquecer muita porcaria...

Estranho

Belmiro Azevedo veio a terreiro todo indignado contra a posição dos trabalhadores da Autoeuropa. E se o patrão da Sonae metesse a viola no saco, não seria melhor? E se ele olhasse para o seu telhado que é de vidro? Muito se fala da Amorim, da Qimonda e de outras grandes empresas que despedem trabalhadores.
E por que será que nunca se fala da Sonae, onde são despedidos trabalhadores todas as semanas?...

Toma lá click (104)

Dylan's world

quinta-feira, maio 21, 2009

Carro de jogador de futebol

Intruso

Filhote

Calem o homem!

"Eu estou do lado da criação de emprego"

Manuel Pinho, ministro da Economia, no Parlamento, no mesmo dia que foi anunciada a possibilidade da empresa Autoeuropa poder fechar.
O ministro disse precisamente a mesma coisa quando foi do caso Qimonda.

País com futuro

Portugal tem 40.544 licenciados que estão desempregados, segundo os registos oficiais. 200.000 desempregados não têm subsídio de desemprego. Porquê? Porque há portugueses de 1ª e de 2ª. E a igualdade de direitos? Isso é nas Berlengas...

Não se riam (95)

"Timor tem um Estado democrático, onde há liberdade, justiça e uma economia orientada para o desenvolvimento"

José Ramos Horta, nas celebrações dos sete anos de independência de Timor-Leste

Sem vergonha

Taça mas não há condições...

Liberdade oriental

O Governo de Macau prepara-se para dar à polícia poderes de modo a que esta possa interferir em conteúdos da Internet sem autorização de um juiz...

Bénard deixou-nos

João Bénard da Costa morreu hoje, aos 74 anos. Divulgador de cinema, director da Cinemateca Portuguesa desde 1980, Bénard da Costa deixa um obra de vulto em prol da sétima arte.

Espiga


Hoje deve ser Dia da Espiga, disse para mim ao ver uma criança (não deve ser trabalho infantil) a vender um ramo de espigas. Comprei para matar saudades. Quando era criança, em Évora, no dia da espiga não havia aulas. Íamos todos para o campo com o farnel e passava-se um dia muito agradável. A professora já naquele tempo nos ensinava qualquer coisa sobre sexualidade mas nós não possuíamos gravadores nem tínhamos tendência para bufos...

O Dia da espiga ou Quinta-feira da espiga é celebrado no dia da Quinta-feira da Ascensão com um passeio matinal, em que se colhe espigas de vários cereais, flores campestres e raminhos de oliveira para formar um ramo, a que se chama de espiga. Segundo a tradição o ramo deve ser colocado por detrás da porta de entrada, e só deve ser substituído por um novo no dia da espiga do ano seguinte. As várias plantas que compõem a espiga têm um valor simbólico profano e um valor religioso. Crê-se que esta celebração tenha origem nas antigas tradições pagãs e esteja ligada à tradição dos Maios e das Maias.

O dia da espiga era também o "dia da hora" e considerado "o dia mais santo do ano", um dia em que não se devia trabalhar. Era chamado o dia da hora porque havia uma hora, o meio-dia, em que em que tudo parava, "as águas dos ribeiros não correm, o leite não coalha, o pão não leveda e as folhas se cruzam". Era nessa hora que se colhiam as plantas para fazer o ramo da espiga e também se colhiam as ervas medicinais. Em dias de trovoadas queimava-se um pouco da espiga no fogo da lareira para afastar os raios.

A simbologia por detrás das plantas que formam o ramo de espiga: Espiga – pão; Malmequer – ouro e prata; Papoila – amor e vida; Oliveira – azeite e paz; Videira – vinho e alegria e Alecrim – saúde e força.

Toma lá click (103)

Onze de espadas

A retoma

Talvez estejamos perante uma tragicomédia, mas é a realidade política. Ontem, o primeiro-ministro almoçou com os presidentes dos bancos portugueses e mais alguns economistas de "peso", o que é diferente de gordos, anafados ou bem almoçados.
José Sócrates pôs-se a falar e logo se registaram alguns sorrisos mal disfarçados. Risos de gozo e de incredulidade, pelo simples facto de estarem a ouvir uma blasfémia. Sócrates anunciava que a crise estava a dar a volta, que via sinais positivos na economia e que a retoma vinha a caminho.
Os economistas e empresários riram-se muito para dentro, agradeceram o almoçinho em S. Bento que estava óptimo (pudera, pago por todos nós) e saíram porta fora preocupados porque aquela hora estavam a receber um SMS dizendo que a Autoeuropa poderia ir-se embora para a Eslováquia...

Cartas

O Presidente da República tem um site. O presidente Cavaco está sempre a dizer por onde quer que ande que os portugueses podem dirigir-se-lhe através de email ou carta. O Chefe de Estado e a sua mulher já manifestaram por diversas vezes que estão receptivos aos problemas, necessidades e injustiças que afectem os portugueses. Centenas de pessoas já escreveram ao Presidente a dar-lhe conta de factos que as afectam ou que as prejudicam. Tenho conhecimento que em muitos casos o Presidente deu andamento aos queixumes, apelos e exposições apresentadas. Noutros casos, o Presidente encaminhou os assuntos para certas tutelas da governação e essas tutelas assobiaram para o lado.
Mas, o que era impensável acaba de acontecer. Um cidadão enfermeiro ao sentir-se injustiçado no local de trabalho - Hospital de S. João, Porto - escreveu ao Presidente dando-lhe conta do comportamento ignóbil que as suas chefias têm vindo a praticar para com ele e outros funcionários.
Lamentavelmente, o resultado da atitude do enfermeiro foi um processo disciplinar e uma queixa-crime por parte da administração do hospital. Se o tribunal der razão ao hospital o enfermeiro arrisca-se a ser despedido ou mesmo preso.
E o senhor Presidente não vai interceder contra esta camarilha que não gosta de ouvir as verdades e que já chegou ao cúmulo de aproveitar as férias do enfermeiro e transferi-lo de serviço sem seu conhecimento? E o senhor Presidente não vai tomar uma posição dura contra a administração do hospital, porque tudo isto aconteceu devido ao senhor Presidente ter enviado a carta do enfermeiro para o Ministério da Saúde e este para o Hospital de S. João?

Conclusão: falar mal só em casa. Há uma nova PIDE.

quarta-feira, maio 20, 2009


Autoeuropa em alto risco.

Não se riam (94)

“O PS não se conforma com a opacidade da transparência do financiamento de alguns meios de comunicação social”

Artur Santos Silva, ministro dos Assuntos Parlamentares, hoje

i.m@il (40)

Absolutismo

Lembram-se do que o PS dizia do funcionamento da maioria absoluta de Cavaco Silva nos idos de 90? Pois bem, o PS ainda nem à metade de duração dessa maioria chegou e já tem os mesmos tiques. O PS não deixa ouvir Lopes da Mota, que tem o mau hábito de usar o nome dos ministros e dos primeiros-ministros junto de outros Procuradores, o PS não deixa ouvir o presidente do IEFP onde desapareceram milhares de desempregados das estatísticas. O PS não deixa... É o que eu digo: eles ainda pensam que estão em Macau...

Jorge Ferreira, in Tomar Partido

Amor de cão...

Ferver em pouca água...

Toma lá click (102)

Cigana

Mais armas para "boas" mãos...

O Governo autorizou armas de fogo à segurança privada. A medida já está a ser contestada e há quem se tenha pronunciado no sentido de que a violência vai aumentar. Há dias, os portugueses ficaram a saber que alguns seguranças de discotecas e bares eram os próprios autores de espancamentos e assaltos aos clientes dos locais de diversão que os agressores "seguravam".
Com as guerras que se têm registado no noite de Lisboa e do Porto, com mortes de seguranças e consequentes vinganças, é de prever que esta autorização do Governo venha a causar graves problemas à segurança nas cidades onde a vida nocturna é intensa.

Inteligências destas a ocupar cargos ministeriais nem servem para rifar na Feira da Ladra...

O primeiro "crime" do "i"

Na edição de ontem do "i" foi dado à estampa um acto vergonhoso. Aproveitando a ingenuidade de um político que desponta, solicitou-se-lhe uma entrevista e depois apresentou-se o entrevistado ao mundo como grande defensor da homossexualidade. A maldade foi tão prevista e a sacanice tão profunda que deve ter visado, essencialmente, que as atenções deixassem de vigorar na direcção de uma outra grande figura política que tem sido apontado como defensor dessa mesma homossexualidade. O "crime" do novo jornal não passou despercebido a grande parte dos leitores. Mas, talvez por este tipo de jornalismo é que o jornal tem mais sobras nas bancas do que as ratazanas que existem nos esgotos do Tejo...

terça-feira, maio 19, 2009

O maestro Afonso Malão concedeu-me uma entrevista


“Não me molesta ver o piano banalizado. É preferível a ignorá-lo... como fazem na televisão portuguesa com os pianistas... só têm mãos, nunca têm cara...”


Na onda da Antena 1, António Cartaxo, um dos mais ilustres especialistas de música erudita, introduziu no seu programa radiofónico uma composição de um álbum constituído por fados antigos interpretados por um pianista. A minha distracção no momento não permitiu a memorização do nome do autor. A melodia e a interpretação do pianista eram soberbas, cativantes e de uma sonoridade muito peculiar. Felizmente que António Cartaxo no final da transmissão repetiu o nome do autor daquele novo álbum que tinha sido posto à venda nos escaparates. Afonso Malão entrava definitivamente na minha lista de preferências e o seu CD de “Fados para Piano”, com composições de Alexandre Rey Colaço, passou a constituir a minha oferta privilegiada a qualquer aniversariante. Quem ouve Afonso Malão fica surpreendido. Já ouvi as mais díspares definições por parte de quem o passou a escutar com atenção: “Genial”; “Intérprete fabuloso”; “um dos melhores pianistas que Portugal tem”; “Como foi possível andar tanto tempo sem conhecer este pianista” e “Vou já comprar o disco”. Entretanto, em diversas localidades há um espectáculo teatral que está a merecer os maiores encómios do público. “Os Maias no Trindade” constitui um êxito de bilheteira e Afonso Malão faz parte do elenco como compositor e intérprete. O DIABO solicitou uns minutos ao artista.
O maestro Afonso Malão está em tourné pelo país com um espectáculo que tem recebido o maior carinho das plateias por onde passa. Pode falar-nos deste espectáculo?

"Os Maias no Trindade" representaram, em resumo, uma oportunidade histórica, daquelas raras, que surgem de quando em quando, de juntar em cena Eça de Queiroz, através da sua obra maior, "Os Maias", o Teatro da Trindade e o Chiado, onde se passa parte fulcral da sua acção, num espectáculo teatral clássico, daqueles que muita da pseudo-elite intelectual portuguesa acha que já não têm nada a dizer de novo, mas que eu, e mais de trinta mil espectadores que o viram nestes breves 3 meses em que esteve em cena em Lisboa, certamente discordam. Isto sem contar com a digressão que estamos a efectuar de Norte a Sul do país, com salas esgotadas, que representa, face ao actual contexto bizarro do panorama cultural português, um feito único...

Entende que um compositor ao participar na interpretação da obra é algo de peculiar ou de estranho? Concede mais-valia ao espectáculo?
Estranha-se, mas depois entranha-se, como dizia Pessoa... O facto de ter sido dado algum destaque à personagem "Crujes" por parte de António Torrado, que adaptou o texto à cena, justifica e penso que representa uma mais-valia, sem dúvida, além de que dá um outro valor à música de cena e à figura do compositor, tantas vezes injustamente relegada para segundo plano nas produções teatrais nacionais.

Quais os compositores que mais admira?
Beethoven, em destaque absoluto. Depois, várias correntes criativas musicais, como a escola russa do final do Século Dezanove, a segunda escola de Viena no início do Século Vinte, a música americana do início do Século Vinte, as correntes electrónicas alemãs do pós Segunda Guerra (Berlim; Dusseldorf), a corrente da electro-pop de Manchester no início dos anos 80, e, entre outras, esta fase em que vivemos do Net-Boom, e onde floresce criatividade sem barreiras e limites a cada segundo.

Acha que as escolas portuguesas têm cumprido a missão de fomentar nas crianças o gosto pela música?
Não sei... como fui despedido da Escola Superior de Música de Lisboa, em 2003, onde dei 17 dos melhores anos da minha vida, depois de ter tido, enquanto aluno, médias de curso históricas, sem sequer uma justificação ou uma palavra, quer de colegas, quer de antigos professores, passei a tomar um gosto muito especial pelo auto-didatismo como modelo ideal de formação na música....

Que políticas deviam ser implementadas para divulgar a música clássica em Portugal?
Gostar de música não é uma política, é uma necessidade e uma vontade. Quando tudo existe é simples; basta ir à procura dos que a fazem, analisar as suas propostas, OUVI-LAS, e seguir o processo logístico que conduz o artista à sala de espectáculos para tocar e o público para o ouvir. Quando não se gosta, como é o caso português, há que recorrer a nomes sonantes que accionem o processo da vaidade e da facilidade de ir a um encontro social. Muito do público que vai a concertos não vai ouvir, vai ver o artista x ou y. Por vaidade, para se mostrar... o Eça já falava disto em 1870. Esta mentalidade está enraizada na nossa cultura há muito. Só com um "Plano Nacional de Psicanálise" talvez isto se resolva...

Sendo assim, pergunto-lhe que agulhas deveriam ser mudadas no Ministério da Cultura para que muitos músicos não andassem a mendigar um qualquer apoio para o seu trabalho?
O Ministério da Cultura pode ser associado a um velho gira-discos, daqueles de correia já lassa, que custam a arrancar, fruto de mau uso, com problemas de estabilidade, condição essencial para o seu funcionamento, e com uma agulha já romba. Para já, mudaria a agulha para uma de boa qualidade, daquelas que usam os DJ de scratch, preparadas para girar discos em todas as direcções e velocidades, com elevado índice de resistência. Depois, trocava a velha correia por um sistema de tracção directa, muito mais eficaz no arranque, e na velocidade de resposta. Finalmente, ouvia os lados B dos discos, pois é aí que se descobrem verdadeiras pérolas da criação musical, que fugiram às tendências da moda impostas pelo sistema, que tanto contribuíram para a falência do mercado.

Alguma vez já pediu apoios oficiais?
Ao Ministério da Cultura, nunca. Passo a explicar: o processo de candidatura a apoios do Ministério da Cultura é tão, tão complexo para mim que, de todas as vezes que tentei, fiquei com a sensação semelhante à dos analfabetos que, ao terem necessidade de renovar o Bilhete de Identidade se viam obrigados a recorrer aos "serviços" dos profissionais do preenchimento de certidões que faziam disso vida à porta do Registo de Identificação. Sei que alguns profissionais se "especializaram" na arte de bem preencher formulários de pedido de apoio ministerial, a troco de uma percentagem do valor obtido, conseguindo malabaristicamente contornar toda a panóplia de items, nomeadamente de índole estatística, logo, fácil de vilependiar, que constam de tais formulários. Ainda não consegui arranjar coragem para entrar nesse esquema. Lamento... Os meus apoios têm chegado essencialmente da Cooperativa de Gestão dos Direitos dos Artistas (GDA), nomeadamente uma bolsa de estudo para aperfeiçoamento de técnicas de produção no âmbito da música electrónica, em Madrid, para onde irei em Novembro próximo. Face ao processo sério, descomplicado e fácil com que a GDA trata estes apoios, e face à sua eficácia, penso que o Ministério teria muito a aprender em "copiar" e aplicar esta fórmula.... ou talvez seja melhor deixar estar como está...

Viremos a agulha. Um músico da sua craveira recebe normalmente inspiração para as obras musicais de que fontes?
De preferência de fontes que não sejam imediatamente identificadas nas obras que compõe. Tal como nas cartas, há que baralhar bem o baralho após cada jogo...

Como pianista já recebeu convites do estrangeiro?
Só para jantar fora... (risos) agora a sério, tenho tocado várias vezes fora de Portugal, mas sempre com projectos portugueses.

Quando se diz que ‘o piano é a alma da música’, quer comentar?
Quero. O piano, tal como a harpa, com a qual tem similaridades ao nível da construção basista, tem como base uma espécie de harpa, concretamente duas entrecruzadas, cujas cordas são percutidas por martelos que são accionados pelas teclas. O piano abrange a maior gama de frequências obtidas por um só instrumento musical: uma gama que vai dos 27Hz até aos 4100Hz. Na prática esta gama abrange praticamente todo o espectro sonoro na qual se insere grande parte da música que ouvimos, nomeadamente, o espectro sonoro de uma orquestra sinfónica e do coro. Porém, a harpa é bastante limitada ao nível da dinâmica (variação do volume de som) ao contrário do piano, que possibilita, quer através do sistema de martelos (accionados pelas teclas), quer pelos pedais, quer pelo próprio teclado, uma infinita possibilidade de expressão musical, que fazem dele o mais completo, versátil, e excelente instrumento inventado até hoje, daí fazer todo o sentido essa expressão.

O seu disco de fados antigos vislumbrou-me. Como apareceu esse projecto?
Apenas tinha tocado os fados inseridos em projectos de teatro. Com o tempo foram-me convencendo de que talvez fizesse sentido gravá-los e tocá-los em recital. Fui sendo lentamente convencido disso... e pronto, acabei por gravar.

Quem ouve as composições que escolheu de Alexandre Rey Colaço lamenta que não existam mais álbuns no mercado de sua autoria. Vai editar mais discos?
Gostava de acreditar que terei algo a dizer em música que mereça ser gravado. Sou, por defeito, um crente difícil de converter relativamente à minha própria fé musical.

Quem deveria apoiar os compositores na edição de novos álbuns?
No meu caso, eu próprio... ao acreditar que vale a pena editar o que toco e componho.

Em Portugal existem algumas salas de espectáculos onde o piano proporciona boa audição. Quais as suas preferidas?
Neste momento, tenho muito prazer em dizer que existem salas muito boas... Na actual digressão de "Os Maias no Trindade" tenho vindo a descobrir por este país fora salas com muito boas condições. O Centro Cultural das Caldas, nas Caldas da Rainha, onde actuei recentemente, usufrui de condições excepcionais, quer acústicas, técnicas, com dois pianos Steinway & Sons, um B (meia cauda) e um D (concerto) fabulosos, e um staff técnico de apoio muito profissional e caloroso, que fazem com que um artista não queira sair mais de lá.

Onde gostou mais de actuar ao longo da sua carreira?
Felizmente essa pergunta é difícil de responder. São já algumas salas por este país e por esse mundo fora que me deram muito prazer em tocar, quer pelo espaço em si, quer pelos projectos envolvidos, e que me ajudam, pelas boas memórias que me trazem, a superar os momentos em que eu duvido da decisão de me ter envolvido nesta área. Desde o Teatro D. Maria II, em Lisboa, o Teatro S. João, no Porto, recentemente o CCC, nas Caldas, até à Brahmsalle, da Musikverein de Viena, ou da Alte Oper de Frankfurt, tenho gostado de tocar por aí...

Como comenta a seguinte expressão divuldada por muitos amantes do piano: "Os pianistas são seres humanos de outro planeta, de uma concentração ímpar, de uma cultura invulgar e de uma dedicação imparável à causa"?
(Risos) Acho que se enganou no número quando me ligou... Confundiu-me com outra pessoa... Agora a sério, gostaria de me rever nesse mito pós-romântico, mas sinto-me um "tipo" absolutamente normal, principalmente quando a primeira coisa em que penso quando acordo é em tomar um café, comer um pastel de nata e fumar um cigarro...

O que achou das sessões contínuas de piano no Centro Cultural de Belém? Promovem ou banalizam o piano?
Acho que fazer algo é sempre bom. Mesmo que não haja lugar para mim, como tem sido o caso. Não me molesta ver o piano banalizado. É preferível a ignorá-lo... como fazem na televisão portuguesa com os pianistas... só têm mãos, nunca têm cara...

Qual o seu sonho como pianista que estará por realizar?
Acreditar que toco o suficiente às pessoas de forma a que elas sintam valer a pena gastar o seu dinheiro num bilhete para me verem e me ouvirem...

Os leitores deste jornal podem ficar a saber alguma coisa sobre os seus gostos pessoais?
Por que não? Um pianista é um ser igual aos outros.

O que mais gosta de Teatro?
Actualmente, gosto de "Teatro Puro"... texto, actores, pensamento...

Televisão...
Da actual produção televisiva portuguesa aprecio particularmente os aparelhos desligados. Acho os actuais LCD especialmente belos como objectos de design e decoração por si só. Abro uma excepção para a "Câmara Clara", na RTP2; o canal "Mezzo" representa um conceito de ecletismo televisivo fantástico. Espero que um dia não seja retirado do cabo por suposta falta de quorum de audiência televisiva. No entanto, gosto mais de rádio. Antena 1, 2 e 3. Além disso, penso que "You Tube killed the tv star"...

"1001 filmes que deve ver antes de morrer"...

Todos os que consigo ver, o que por si só gera grandes dúvidas, problemas de escolha e autênticos ataques de esquizofrenia; actualmente, históricos da sci-fi e todos os que ficaram marcados pelo sound design e pelas bandas sonoras.

Livros...
Eça de Queiroz, toda a obra... e livros técnicos de som, informática e análise e história dos estilos musicais...

Gosta de futebol?
Inglês, inglês, inglês, depois espanhol... porque adoro, e porque, vá-se lá saber porquê, sou benfiquista. Pronto.

Touradas?
Só a do Fernando Tordo e José Carlos Ary dos Santos... porque além da música, aquele génio do Ary conseguiu convencer a censura que o tema da "Tourada" era mesmo sobre a tourada... Grande par aquele...

Viagens?
Normalmente associadas a trabalho; digressões, etc. Acho que representam um dos principais objectivos de ter abraçado esta actividade, que às vezes se assemelha a uma profissão...

Instrumentos musicais?
Teclas, teclas, botões, potenciómetros, efeitos. Pianos e sintetizadores, computadores e afins...

Campo ou praia?
Cidade...

Culinária?
Faço um enorme esforço para não gostar, mas confesso que não resisto à pura gastronomia portuguesa e espanhola... Como preciso perder peso, talvez emigrar para bem longe da península.

Vinhos?
Tinto! Quinta do Alcube, Azeitão, 2005.

Automóveis, aviões, barcos ou comboios?
Citrôen 2 CV 6, Série Mercedes 75/85, modelos TD 300 W123 e 300 SL cabrio. Dos actuais o Smart Four two representa um conceito fabuloso de design e civilidade. Gosto do novo VW Scirocco. Acho que gosto mais de carros... embora adore viajar de combóio. O avião, hoje em dia, por necessidade. Barcos, só pelo prazer da companhia a que estão normalmente associados.

©João Severino, in O Diabo, 19.05.09

Bufaria

O Carlos Barbosa de Oliveira escreveu hoje no blogue, Delito de Opinião, um post onde sensacionalmente definiu a classe dos "bufos" que por aí proliferam.
Para esta definição o nosso 'Globo de Ouro' do ano.

Ei-los:

Bufo pé de cabra- Actua normalmente nos locais de trabalho. Insinua-se junto do chefe e quando percebe que um colega vai ser nomeado para um lugar importante, inicia o processo de destruição. Põe a circular notícias falsas sobre o visado ou deixa cair junto do chefe alusões a factos da sua vida pessoal.


Bufo profissional- Vive do mexerico. A sua frase preferida: “Eh pá, se eu fosse jornalista tinha muitas coisas para contar sobre aquele tipo”. Há quem lhes dê muita importância e goza de popularidade por estar sempre a par das últimas fofocas. Normalmente, o que tem para revelar é falso ou não vale um caracol, mas é disso que se alimenta.


Bufo-osga- É um sedutor. Faz amizades facilmente. Procura cultivar a amizade de jornalistas e pessoas influentes, insinuando-se com uma ou duas histórias verdadeiras. Ganha a confiança, a falta de material atractivo leva-o a inventar histórias. Quando percebe que já não tem crédito, procura outro hospedeiro. Tanto pode ser outro jornalista, como uma pessoa influente, ou do “jet-set”, disposta a fornecer-lhe novas histórias que depois utiliza para se insinuar junto de outro jonalista.


Bufo-oportunista- É o maior inimigo dos locais de trabalho. Não faz nenhum. Anda sempre à espreita, para saber o que corre mal. Assim que obtém informação suficiente, mesmo sabendo que o assunto já está resolvido, lança a notícia cá para fora. O último ataque deste exemplar foi detectado hoje. Ia a sair do IEFP.


Bufo-saudosista- Vive no tempo do Estado Novo. É um agente da PIDE falhado. Se pudesse, escreveria no BI - Profissão: delator. Prolifera nos partidos políticos, mas mais nuns que noutros.


Bufo de sacristia- Resulta do cruzamento do bufo-osga com o oportunista. Videirinho, procura passar despercebido, mas está sempre atento a tudo o que se passa à sua volta. Recolhe um conjunto de elementos que parecem encaixar e passa a informação para os jornais. Gosta de viver em tribunais.


Bufo - cordeiro- Dizem-me que vive na madeira e é uma espécie de bicho do caruncho. Só denuncia quando a vítima está longe. Assim que ele se aproxima, torna-se um cordeiro. Dizem que está em vias de extinção, mas eu não acredito.

Sondagem PPTAO (9)



PSD à frente pela primeira vez


Sempre pequena
mas boa, a nossa equipa de sondagens realizou mais um inquérito nos dias 13, 14 e 15 deste mês de Maio. Tal como anteriormente, obtivemos informação recolhida por via telefónica e por abordagem pessoal que abrangeu as cidades de Lisboa, Porto, Coimbra, Setúbal, Faro, Portimão, Évora, Fundão, Guarda, Aveiro, Chaves e Braga. Contámos com 12 profissionais, que trabalham em duas empresas de sondagens, para produzir este trabalho sem qualquer encargo financeiro. Tivemos também três colaboradores para as abordagens de rua em Lisboa, Porto e Coimbra.
Foram contactadas 278 pessoas, potenciais eleitores. Perguntou-se apenas qual o sentido de voto para as eleições europeias.

Inquiridos que vão votar nos partidos políticos:


PSD - 37,9%

PS - 36,4%

BE - 10,7%

PCP - 7,3%

CDS/PP - 4,8%

Outros - 2,9%


No total dos inquiridos:

Voto em Branco - 9,4%

Não Votam - 16,2%


Nota: Sem pretensões. Vale o que vale.

Azar...

Férias de Verão só aqui...

Sem medo da gripe... atchim!!!

Toma lá click (101)

A Educação do meu Umbigo

Orgias na aula

Uma professora numa escola de Espinho parece que começou a explicar aos alunos o que eram orgias sexuais (como se eles não soubessem tudo acerca do assunto) e vai daí, uma aluna que gravou a conversa na sala de aula, sem autorização da professora, foi entregar superiormente o registo da conversa. A professora está suspensa e enfrenta um processo disciplinar.

Os alunos devem estar numa orgia...

Grande justiça

Uma criança vive feliz vários anos com os pais que adora, adoptivos. Um tribunal português decide enviá-la para a Rússia, extorquindo-a às pessoas que ama, para que fique entregue a uma pessoa que não conhece, que não quer e que não tem condições para a criar decentemente na Rússia, porque é a mãe biológica...

Hoje nas bancas

segunda-feira, maio 18, 2009

Contra a vergonha: vista de luto a 22 e 23

TODOS DE LUTO CONTRA A VERGONHA 22 e 23 de Maio

NOVO LUTO NACIONAL



seremos de início dez, depois cem… mil… um milhão.....



vista algo de cor preta...pendure algo desta cor na janela de sua casa... vamos conseguir!...



nos DIAS 22 e 23 Maio
( 2 dias)


TODOS DE LUTO
CONTRA A VERGONHA!

Sabemos que sair às ruas é complicado devido aos compromissos diários, então

estamos propondo que nos dias
22 e 23 de Maio
todos ao saírem de casa vistam camisas/blusas pretas, e se você não tem, amarre um lenço preto no pescoço ou braço


MELHOR AINDA:



Pendure um pano preto na sua janela em sinal de luto pela morte da dignidade dos políticos.


Isto vai ser um sinal de repúdio à palhaçada que virou
a política.

DEMONSTRE a sua indignação em todas as cidades !



Não tenha vergonha de participar!



Devemos ter vergonha de assistir à bandalheira de boca fechada e mãos atadas como um povo ignorante que não sabe como protestar!

Envie este texto ao maior número de pessoas.



Veja, analise e proteste !




Mais um roubo aos portugueses!
Leiam até ao fim e divulguem.
Isto não pode continuar!!!

Lista de Aposentados no ano de 2005 (Janeiro a Novembro)
com pensões de luxo (mas em 2006 a lista continua imparável!): pode ser consultado em:
http://www.cga.pt/publicacoes.asp?O=3


Janeiro
Ministério da Justiça
€5380.20 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
Março
Ministério da Justiça
€7148.12 Procurador-Geral Adjunto Procuradoria-Geral República
€5380.20 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5484.41 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
Empresas Públicas e Sociedades Anónimas

€6082.48 Jurista 5 CTT Correios Portugal SA
Abril
Ministério da Justiça
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5338.40 Procurador-geral Adjunta Procuradoria-Geral República
Antigos Subscritores
€6193.34 Professor Auxiliar Convidado
Maio
Ministério da Justiça

€5663.51 Juiz Conselheiro Conselho Superior Magistratura
€5498.55 Procurador-Geral Adjunto Procuradoria-Geral República
€5460.37 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5663.51 Juiz Conselheiro Conselho Superior Magistratura
€5338.40 Procuradora-Geral Adjunta Procuradoria-Geral República
€5663.51 Juiz Conselheiro Conselho Superior Magistratura
Junho
Ministério da Justiça
€5663.51 Juiz Conselheiro Supremo Tribunal Administrativo
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5663.51 Juiz Conselheiro Conselho Superior Magistratura
Julho
Ministério da Justiça
€5182.91 Juiz Direito Conselho Superior Magistratura
€5182.91 Procurador República Procuradoria-Geral República
€5307.63 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5498.55 Procurador-Geral Adjunto Procuradoria-Geral República
Agosto
Ministério da Justiça
€5173.46 Conservador Direcção Geral Registos Notariado
€5173.46 Conservadora Direcção Geral Registos Notariado
€5173.46 Conservador Direcção Geral Registos Notariado
€5173.46 Notário Direcção Geral Registos Notariado
€5173.46 Conservador Direcção Geral Registos Notariado
€5663.51 Juiz Conselheiro Conselho Superior Magistratura
€5663.51 Juiz Conselheiro Conselho Superior Magistratura
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5043.12 Notária Direcção Geral Registos Notariado
€5173.46 Conservador 1ª Classe Direcção Geral Registos Notariado
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5027.65 Conservador Direcção Geral Registos Notariado
€5663.51 Juiz Conselheiro Conselho Superior Magistratura
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5173.46 Conservador Direcção Geral Registos Notariado
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5173.46 Notário Direcção Geral Registos Notariado
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5159.57 Conservador Direcção Geral Registos Notariado
€5173.46 Notária Direcção Geral Registos Notariado
€5173.46 Ajudante Principal Direcção Geral Registos Notariado
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€ 5173.46 Notário 1ª Classe Direcção Geral Registos Notariado
€5173.46 Notária Direcção Geral Registos Notariado
Setembro
Ministério dos Negócios Estrangeiros

€7284.78 Vice-Cônsul Principal Secretaria-Geral (Quadro Externo)
€6758.68 Vice-Cônsul mdash; Secretaria-Geral (Quadro Externo)
Ministério da Justiça
€5663.51 Juiz Conselheiro mdash; Conselho Superior Magistratura
€5498.55 Juiz Desembargador mdash; Conselho Superior Magistratura
€5498.55 Juiz Desembargador mdash; Conselho Superior Magistratura
Ministério da Educação
€5103.95 Presidente Conselho Nacional Educação
Outubro
Ministério da Justiça

€5498.55 Procurador-Geral Adjunto Procuradoria-Geral República
Novembro
Ministério dos Negócios Estrangeiros
€7327.27 Técnica Especialista Secretaria-Geral (Quadro Externo)
Tribunal de Contas
€5663.51 Presidente
Ministério da Justiça
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5663.51 Juiz Conselheiro Conselho Superior Magistratura
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
€5498.55 Juiz Desembargador Conselho Superior Magistratura
Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
€5015.16 Professor Coordenador Inst Superior Engenharia Lisboa

Boas Vidas!!!
Mas nem tudo vai mal
nesta nossa República (Pelo menos para alguns)
Com as eleições legislativas de 20/Fevereiro, metade dos 230 deputados não foram reeleitos. Os que saíram regressaram às suas anteriores actividades. Sem, contudo saírem tristes ou cabisbaixos. Quando terminam as funções, os deputados e governantes têm o direito, por Lei (feita e aprovada por eles) a um subsídio que dizem de reintegração:
- um mês de salário (3.449 euros) por cada seis meses de Assembleia ou governo.
Desta maneira um deputado que tenha desempenhado as suas funções durante uma Legislatura recebe seis salários (20.694 euros). Se o tiver sido durante 10 anos, recebe vinte salários ( 68.980 euros).
Feitas as contas aos deputados que saíram, o Erário Público desembolsou mais de
2.500.000 euros.

No entanto, há ainda aqueles que têm direito a subvenções vitalícias ou pensões de
reforma ( mesmo que não tenham 60 anos).
Estas são atribuídas aos titulares de
cargos políticos com mais de 12 anos.
Entre os ilustres reformados do Parlamento encontramos figuras como:
Almeida Santos.......................... 4.400, euros;
Medeiros Ferreira....................... 2.800, euros;
Manuela Aguiar.......................... 2.800, euros;
Pedro Roseta............................ .2.800, euros;
Helena Roseta........................... 2.800, euros;
Narana Coissoró……………….. 2.800, euros;
Álvaro Barreto............................ 3.500, euros;
Vieira de Castro......................... 2.800, euros;
Leonor Beleza………………….. 2.200, euros;
Isabel Castro............................. 2.200, euros;
José Leitão................................ 2.400, euros;
Artur Penedos............................ 1.800, euros;
Bagão Félix................................ 1.800, euros.

Quanto aos ilustres reintegrados, encontramos, por exemplo, os seguintes ex-deputados:
Luís Filipe Pereira . 26.890, euros / 9 anos de serviço;
Paulo Pedroso ........48.000, euros / 7 anos e meio de serviço
David Justino ..........38.000, euros / 5 anos e meio de serviço;
Mª Carmo Romão ... 62.000, euros / 9 anos de serviço;
Luís Nobre Guedes . 62.000, euros / 9 anos e meio de serviço.

A maioria dos outros deputados que não regressaram estiveram lá somente
na última legislatura, isto é, 3 anos, foi o suficiente para terem recebido cerca
de 20.000, euros cada
.

É ESTA A CLASSE POLÍTICA QUE TEM A LATA DE PEDIR SACRIFÍCIOS
AOS PORTUGUESES PARA DEBELAR A CRISE!...


MAS... HÁ MAIS !!!

Apesar de ter apenas 50 anos de idade e de gozar de plena saúde, o socialista Vasco Franco, número dois do PS na Câmara de Lisboa durante as presidências de Jorge Sampaio e de João Soares, está já reformado. A pensão mensal que lhe foi atribuída ascende a 3.035 euros (608 contos), um valor bastante acima do seu vencimento como vereador.
A generosidade estatal decorre da categoria com que foi aposentado – técnico
superior de 1ª classe, segundo o «Diário da República» - apesar de as suas
habilitações literárias se ficarem pelo antigo Curso Geral do Comércio, equivalente ao actual 9º ano de escolaridade.
A contagem do tempo de serviço de Vasco Franco é outro privilégio raro, num país que pondera elevar a idade de reforma para os 68 anos, para evitar a ruptura da Segurança Social.
O dirigente socialista entrou para os quadros do Ministério da Administração Interna em 1972, e dos 30 anos passados só ali cumpriu sete de dedicação exclusiva; três foram para o serviço militar e os restantes 20 na vereação da Câmara de Lisboa, doze dos quais a tempo inteiro. Vasco Franco diz que é tudo legal e que a lei o autoriza a contar a dobrar 10 dos 12 anos como vereador a tempo inteiro.
Triplicar o salário. Já depois de ter entregue o pedido de reforma, Vasco Franco foi convidado para administrador da Sanest, com um ordenado líquido de 4000 euros mensais (800 contos). Trata-se de uma sociedade de capitais públicos, comparticipada pelas Câmaras da Amadora, Cascais, Oeiras e Sintra e pela empresa Águas de Portugal, que gere o sistema de saneamento da Costa do Estoril. O convite partiu do reeleito presidente da Câmara da Amadora, Joaquim Raposo, cuja mulher é secretária de Vasco Franco na Câmara de Lisboa. O contrato, iniciado em Abril, vigora por um período de 18 meses.
A acumulação de vencimentos foi autorizada pelo Governo mas, nos termos do acordo, o salário de administrador é reduzido em 50% - para 2000 euros - a partir de Julho, mês em que se inicia a reforma, disse ao EXPRESSO Vasco Franco.
Não se ficam, no entanto, por aqui os contributos da fazenda pública para o bolo salarial do dirigente socialista reformado. A somar aos mais de 5000 euros da reforma e do lugar de administrador, Vasco Franco recebe ainda mais 900 euros de outra reforma, por ter sido ferido em combate (!?) em Moçambique já depois do 25 de Abril (????????), e cerca de 250 euros em senhas de presença pela actuação como vereador sem pelouro.
Contas feitas, o novo reformado triplicou o salário que auferia no activo, ganhando agora mais de 1200 contos limpos. Além de carro, motorista, secretária, assessores e telemóvel.

É BOM QUE TODOS SAIBAM COMO SE GOVERNA QUEM NOS GOVERNA.
MAS HÁ MUITO MAIS...


Vamos dar um basta e reagir como gente grande dizendo um grande



BASTA!
Não se esqueça:
dias 21 + 22 de Maio
BLUSA / CAMISA PRETA E PANO PRETO NA JANELA